Barradas no baile

As moças foram ao Soccer City para animar a festa, principalmente da sedenta torcida holandesa. O grupo de 36 modelos e estudantes ficou dançando e posando para fotos ao lado de torcedores entusiasmados, sem criar nenhum tumulto ou problema de segurança. Antes do jogo entre Holanda e Dinamarca, elas não foram incomodadas pelos funcionários da Fifa. Mas bastou o jogo começar para que todas fossem instadas a deixar o estádio, sob alegação de que prejudicavam a ordem. Elas se recusaram, alegando que não estavam infringindo nenhuma lei, a não ser que os vestidos colados incomodassem os velhinhos da International Board. Diante da insistência, foram retiradas do Soccer City, sob protestos da torcida. O motivo ficou esclarecido muito tempo depois: elas estava ali promovendo uma marca de cerveja bávara, concorrendo diretamente com a gigante Budweiser, uma das patrocinadoras da Copa. Alguém soprou no ouvido dos executivos da cervejaria, que pediu a sumária exclusão das moças. A pergunta é: por que a Bud não se alerta e contrata tão brilhantes promotoras de venda?

10 comentários em “Barradas no baile

  1. Como vcs estão confinados sem direito a ver nada, sequer a cara do Dunga, estou mandando e-mails que julgo ser “educativos e consoladores”. Sejam moderados. Abs.

    1. Fizemos apenas o papel de observadores da cena, meu caro Tavernard. Valmireko ainda tentou se entrosar com as bávaras, mas não falaram a mesma língua. O escriba baionense contentou-se em observar os acontecimentos.

      1. Voltando ao passado, amigo Gerson, de momento minha fúria com os portugueses aumentou. Por que tinham que expulsar os holandeses quando aqui estiveram, faltou diplomacia e hoje vejo que saímos perdendo.

  2. Cara amigos em especial ao Tavernand. Chega a ser um exagero da natureza tanta obra prima e reunidas, fico me matutanto onde o criador consegue modelitos tão atraentes sem repetição. Já pensou eu no lugar do Gerson, chutava o balde e nem queria mais saber de copa e ia só na boa. Rsrsrsr

    1. Houve gente que quis se juntar às moças quando a polícia ameaçou trancafiá-las na cadeia, meu caro Berlli. Precisei conter alguns mais afoitos… hehehe

  3. Agora entendo porque muitos fogem da concentração. Como Dunga também sabe, talvez esteja ai a razão do paredão aos confinados brasileiros.

Deixe uma resposta