29 comentários em “Capa do Bola, edição de sexta-feira, 28

  1. O 1º jogo será em Marabá, logo a informação do BOLA não é correta. E essa de deixar para última hora para solicitar mudança de local para o 2º jogo da decisão e perder o prazo por alguns minutos a mais, é engodo. Quiseram polemizar, nada mais. Coisa de LOP.

  2. Matéria impertinente. Leio em jornal especializado sobre a paternidade biologica do paraense Paulo Hnerique (Ganso). À quem interessa ? Aos “candinhas” ? Com os dados que disponho poderia prosseguir. Não, não prossigo. Condeno essa “grande imprensa” de profissionais portadores de diplomas comuniqueiros.

  3. Preferia que o jogo fosse na Curuzu. O Mangueirão é melhor, mas de acesso difícil, principalmente para quem mora em Ananindeua como eu.

    Temos só duas linhas de ônibus que demoram uma eternidade para aparecer. Pra voltar pra casa, então, é um tormento, uma via crucis.

    Mas, já que é assim, vamos ganhar o título no Mangueirão mesmo.

  4. Gérson, essa eu também não entendi. Não li o Bola, mas o pimeiro jogo não será em Marabá? Independente disso, minha posição é que o Águia jamais deveria realizar jogos decisivos em seu estádio. Em 2008, o Remo foi campeão em cima do Águia jogando no Mangueirão. Acho que o PSC deveria ter primado por isso também. O Zinho de Oliveira não é digno para um jogo decisivo, pois é o menor campo do Brasil e não oferece segurança nehuma aos atletas. Partindo desse princípio, ou os dois jogos se realizam no Mangueirão ou o PSC deveria jogar a final na Curuzu, para fazer justiça. A inoperante diretoria do Remo, mais uma vez vacilou e rendeu-se a essa história de jogar a decisão do 2º turno em Marabá. Agora é só chororô. A segurança e as condições de integridade dos jogadores estão acima de qualquer regulamento.

    1. Vc conhece Marabá? ou o Estádio Zinho Oliveira para dizer q é o menor estádio do Brasil?
      Q medo é esse, cara..? As dimensões do estádio são dimensões oficiais, entendeu? e vc sabia q aqui tambem tem uma guarnição da polícia militar? parece milagre, mas tem…parece milagre eu falo, pq tudo q for pra Marabá ou para o interior desse estado tem q ser tratado diferenciado, para pior, claro…pq q em todos os outros estados pode ter decisão no interior, só no Pará não pode? estados q tem times na série A, hein? não é aqui q os times da capital só estão na mesma série q dois do interior…pára com isso, irmão…não excita ainda mais nossa vontade de não fazer parte “disso”…

      1. 1 – Teu estadio Zinho, é “zinho” mesmo!

        2 – Em Belém ninguém tem medo do jogo em Marabá!

        3 – Marabá é uma merda de cidade, queiram vc’s ou não!

        4 – “Disso”, o Pará, a bosta da tua cidade faz parte, e vai continuar fazendo!

        5 – “Disso” investiu muita grana por aí!

        6 – Marabá, separada do Pará ou não, continuará sendo uma bosta, local de moradia de pessoas cretinas que são um zero a esquerda na região aonde nasceram ou migraram, nunca prosperaram, mas no Pará conseguiram ser vitoriosas, não porque são melhores, mas porque o “disso” é melhor, mesmo tendo muitas dessas pocarias trazidas por essas pessoas, que se instalaram na bosta de Marabá, e nas merdas de outras cidadezinhas próximas.

        6 – Entenda! Ninguém tá nem aí pra Marabá! O Pará só quer o minério que sempre foi dele, só isso!

        Em resumo, aqui ninguém excita nada! E fica feliz sempre quando um time da capital ganha na bosta de Marabá, só pra ver a “revolta dos cães pirentos” que se sentem discriminados e acham a emanciapação necessária!!

        Talvez tenham razão, separados vc’s podem ser campeões estaduais!!..rsrsr!!

        Mas vai demoraaaar!!!!!!

    2. Cassio realmente o Zinho (sugestivo nome, he he he ) Oliveira nao tem condicoes de abrigar uma partida decidindo o titulo de campeao do Estado, mas como todos assinaram o regulamento nao adianta somente agora chorar sobre o leite derramado…e Joao Guimaraes, o blog é livre para discussao, mas vc deve concordar que independemente de ”separatismo” o estadio realmente nao tem condicoes abrigar um jogo desta envergardura…
      1 abraço,

      Edmundo Neves

      1. Opinião não se discute, acho eu que Marabá merece ser agraciada com uma das finais. Se há erros por capacidade de público. aceito deste o início do certame, no final é que não pode ser desconsiderado. O Águia e o torcedor é que não são os culpados.

  5. Isso, sem contar q nosso povo aqui certamente não à “altura” da “civilidade ” das TERROR BICOLOR ou REMOÇADAS da vida. Por essas e outras q um time do interior jamais foi campeão.

    1. João Guimarães, eu vou a Marabá assistir ao jogo e ver de perto o estádio de vcs para depois falar alguma coisa.

      O que sei é o que ouço a imprensa falar ou reclamar, da falta de espaço para trabalhar e até para transmitir as partidas pela tevê.

      Vejo de forma otimista o crescimento de equipes do interior do estado, mas penso que as mesmas devem ter boas estruturas para trabalhar e para oferecer aos adversários.

      Desta forma, o futebol paraense cresce junto.

    2. Teu povo não, teu povinho! Ou melhor, teu povinho-zinho!
      Bem “zinho”, como o estádio……

      ….zinho!

  6. Como o Remo foi a Santarém, com medo é verdade e dançou com presumiam, o Paissandú tem a obrigação de jogar a 1a em Marabá. Por que jogos de rodadas pode e uma final não? É uma desconsideração com o torcedor de Marabá que acompanhou o time durante todo a trajetória do campeonato sendo o responsável maior por ter seu time ganhado o direito de disputar a final. Vamos deixar de lado este espirito de grandeza urbana porque nossos clubes são atualmente coca-cola sem gás para ficar botando banca. E se o Águia for campeão acharei bom, por LOP e toda a sacanagem que aprontaram comos times do interior forçando uma final REPA.

  7. Percebo aqui no blog, uma grande ausência de resmitas. Será se eles estão tombados também, ou entraram em processo de extinção?

  8. Como não poderia deixar de ser, estou com o conterraneo João Guimarães. Qual o problema de ter 1(huma) das finais em Marabá ? Senhores, por favor, acabem com esse bairrismo barato e que, não leva a nada. Mesmo porquê, vejamos : Nos ultimos anos quem tem salvo a honra do futebol paraense à nível nacional foram Águia e São Raimundo. Payssandú já varios anos na mesma divisão, Remo vai disputar a última Série do brasileiro graças ao Águia que derrotou o Cametá. A isto chama-se competencia/organização, qualidade que há muito passa distante da dupla Re x Pa, haja visto seguidos anos, os dois citados, serem alvo de processos trabalhistas por calote. Não perdem por esperar. Nosso outro estadio – moderno – vai sair do papel. Águia campeão paraense 2.010 em cima do Papinha.Em 28.05.10, Marabá-PA.

  9. É uma temeridade jogos finais de campeonato em estádios acanhados. Esse do Águia, mal da para os jogos durante a competição, ainda mais uma final. Acho que a própria federação deveria estipular uma capacidade mínima de 10 a 15 mil pessoas , para poder realizar uma final de campeonato. Isso forçaria automaticamente os próprios clubes a terem estádios melhores e mais confortáveis para o público que paga e caro, para assistir a uma final de estadual. No inicio do campeonato fazem uma onda com os estádios de Remo e Paysandu para liberação, é um rigor as exigens que quase não liberam. Pro Mangueirão então, foi até parar na Justiça o caso para ser realizado o primeir RexPa, por causa de umas cobertura de valas e pequenos ajustes nas rampas de acesso. Agora para uma Final de Campeonato, liberam o zinho oliveira , que mal da 4.500 torcedores. Como diz o Boris, isto é uma Vergonha.

  10. Mas federação aceita até time sem estádio, o que é muito pior. Só acho que Marabá já deveria ter um estádio de grande porte, se tivesse, talvez o Águia estivesse na Série B.

  11. Apesar de tardio, gostaria de enfatizar que não endosso as ofensas do Alberto ao povo e à cidade Marabá, mas que a cidade merece um estádio melhor, disso eu não abro mão. Alíás, o Prefeito recebeu verbas para construção de um novo estádio. Cobrem dele!

Deixe uma resposta