Zagallo ainda quer boquinha no escrete

Quando o assunto é Copa do Mundo, é praticamente impossível não falar sobre Mário Jorge Lobo Zagallo, suas conquistas e experiências na competição. Aos 78 anos, o Velho Lobo lamenta o fato de não estar perto da Seleção Brasileira, e ainda se diz com vigor suficiente para representar o país no Mundial. Com participação em sete edições do torneio (em 1958 e 1962 como jogador, em 1970, 1974 e 1998 como treinador, e 1994 e 2006 como coordenador-técnico), Zagallo afirmou nesta segunda-feira que se sentiria honrado caso recebesse um convite para ir à África do Sul como consultor do técnico Dunga, um velho conhecido.
“Gostaria de estar na Seleção Brasileira com o próprio Dunga e o (auxiliar) Jorginho, que foram meus jogadores. Mas a vida é assim, nem sempre o que você deseja acontece. Poderia ter prosseguido minha vida na seleção porque estou com saúde, sem problema nenhum”, disse.
Dono de quatro títulos mundiais, Zagallo explicou ainda que mesmo após a eliminação da Seleção Brasileira nas quartas-de-final na Copa de 2006, na Alemanha, alimentou esperanças de continuar como membro da comissão técnica. “Fui o último a sair da comissão. Tanto que, por tudo o que realizei, pensei que iria continuar dentro da seleção pela experiência de vida, até como consultor”, declarou. (Da ESPN)

Mestre Zizinho estava certo: o Velho Lobo é louco por um emprego – qualquer um. Nem a velhice acalmou o cara. Vou te contar…

9 comentários em “Zagallo ainda quer boquinha no escrete

  1. Na comissão tecnica não, mas , convidado sim. Outros imerecidos irão ver os “diamantes sulafricanos”.

    1. Amigo Tavernard, questiono no Zagallo esse apego desmesurado às mordomias e a falta de generosidade quanto a abrir espaço aos mais jovens. Entendo que há momento para tudo, inclusive para sair de cena dignamente.

  2. Concordo com o Tavernard. Levem o Velho Lobo.
    Alem de ser um prêmio merecido ele pode levar sua inegável sorte para esta seleção do Dunga

    1. Zahlouth, aí você acertou em cheio: sorte é o que nunca faltou ao veterano. Desde a inclusão nos timaços de 58 e 62 até herdar o comando daquela seleção de feras montada inicialmente por Saldanha. Quando precisava de fato mostrar serviço, como em 74 e 98, a larga sorte não lhe foi suficiente, como também não ajudou nada na campanha de 2006.

  3. Égua! GAGALLO não! Chega de raivoso, o GAGALLO quando pensava fazia merda, imaginem já esclerosado, a não ser que a mulher e os filhos não o “agüentem” torcendo pelo Brasil, e estejam dando corda nele pra ir com a seleção.

  4. Alias, Gerson, o Zagallo herdou a posicao do Canhoteiro (o Garrincha canhoto) e de seu reserva Pepe, que nao estava bem.

Deixe uma resposta