O amor está no ar…

Por Martín Fernandez (Folha de S. Paulo)

Ronaldo e Ricardo Teixeira fizeram as pazes na madrugada desta terça-feira. A relação entre o maior artilheiro da história das Copas e o presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) estava estremecida desde março de 2009, quando Ronaldo acusou Teixeira de ter “duplo caráter” durante sabatina promovida pelo jornal Folha de S. Paulo. Os dois foram convidados por J. Hawilla para a festa de 30 anos da Traffic (empresa que é parceira do Palmeiras), na noite de segunda-feira, em São Paulo. Teixeira chegou no horário (a festa começou às 20h30), Ronaldo só duas horas depois. Acompanhado da mulher, Bia Antony, o Fenômeno contornou a rodinha onde estava Ricardo Teixeira e se instalou numa mesa nos fundos do salão do hotel Unique.

Passou uma hora e meia com o presidente do Corinthians, Andres Sanchez, com Luiz Alexandre Pontes Rodrigues, diretor da Nike, e com o repórter Mauro Naves, da TV Globo. Havia a suspeita geral, no ambiente, de que Ronaldo deixaria o evento sem falar com o cartola. Mas com a mediação de Sanches, que será chefe da delegação brasileira na Copa da África do Sul, e Hawilla, o reencontro de Teixeira com o atacante corintiano acabou acontecendo.

Então finalmente se levantou e foi até Ricardo Teixeira, que conversava com J. Hawilla e com o ex-presidente do Flamengo, Kléber Leite. Abraçaram-se, trocaram beijos no rosto. “Isso é bom para o futebol brasileiro”, comentou Hawilla. “Eles são os dois maiores nomes do nosso futebol, não faz sentido que essa rusga continue.”

Após a troca de afagos, Teixeira disse que nunca esteve rompido com o craque. “A imprensa que nos brigou”, declarou. Ronaldo deixou o encontro sorrindo. No caminho de volta para sua mesa, falou rapidamente com a Folha. Reconciliados? “Estamos trabalhando nisso, estamos trabalhando”, respondeu. Sorriu de novo, sentou-se ao lado de Bia Anthony e tuitou: “Mto feliz!!! Acabei de fazer as pazes com uma pessoa mto importante e presente na minha vida! Obrigado Ricardo Texeira”.

Foi uma coisa, digamos, quase meiga. Te contar…

13 comentários em “O amor está no ar…

  1. Combinado. Ficamos na paz a base e a imprensa larga nossos pés. Teria Teixeira dito a Ronaldo ou vice-versa.

  2. Mudou o caráter do R. Teixeira, ou o do Fenômeno?
    O R. Teixeira, agora, tem só UM Caráter?
    O Caráter do R. Teixeira, mudou prá BOM, ou o do Fenômeno é que BANDEOU pro MAL?
    Mude o que mudar, o R. Teixeira, continua, PERSONA NON GRATA, AO ESTADO DO PARÁ.
    Mas, no meu conceito apenas.

  3. Depois dessa, quem é o Ronaldo pra falar em duplo caráter.
    Que decepção esse Ronaldo agora tem duas caras. Acho que ele está querendo uma vaguinha de olheiro na seleçäo do Dunga.

  4. Comentário infeliz do tal J. Hawilla esse de que “Eles são os dois maiores nomes do nosso futebol, não faz sentido que essa rusga continue.” Ricardo Teixeira? Pelo amor de Deus…

Deixe uma resposta