Técnico abespinhado, imprensa subserviente

Mais do que a aspereza verbal de Dunga ou os chiliques de Jorginho, fiquei impressionado com a condescendência crítica dos repórteres de plantão na entrevista que marcou o anúncio da tão esperada lista de convocados da Seleção Brasileira para a Copa 2010, num hotel do Rio. Perguntas que levantam a bola do entrevistado, comentários simpáticos gratuitos e ausência de pensamento minimamente instigante na avaliação dos nomes expostos na convocação.

Tamanha submissão permitiu que Dunga pudesse desfilar sua grosseria sem causa e estimulou até o normalmente contido Jorginho a soltar os cachorros, chegando a debochar de um repórter que confessou que não irá cobrir a Copa. Situações que não são novas em Seleção Brasileira – Zagallo conseguia ser tão ou mais rude que Dunga e Jorginho juntos -, que se originam principalmente da sabujice crônica de jornalistas e radialistas que se preocupam mais em ficar bem com a comissão técnica.

Há uma preocupação indisfarçável em não se “queimar” com Dunga, Jorginho, Rodrigo Paiva e CBF. Paira no ar um certo pântico de entrar para uma invisível lista negra nas entrevistas da Seleção. Quem cobriu Copa do Mundo, como este escriba baionense aqui, sabe que os repórteres (principalmente os de rádio) disputam a tapa espaço, boa vontade e atenção dos jogadores e integrantes da comissão técnica. 

Entendo jornalismo de outra forma, sem conchavo ou lobby, por isso não vejo razão para ficar bancando o simpático e evitando questões desagradáveis. Os poucos que se arriscaram a questionar os critérios altamente questionáveis de Dunga foram tratados a patadas pelo treinador, como se estivessem desafiando uma autoridade intocável. Besteira. Ninguém é dono da Seleção Brasileira, nem Dunga, nem Ricardo Teixeira. A Seleção é do povo, por isso repórteres têm o direito legítimo de perguntar tudo sobre ela, mesmo quando as perguntas soem inconvenientes – e quem disse que a imprensa deve ser conveniente?

Mencionar os exemplos de Pelé em 1958 e de Maradona em 1978 foi uma argumentação pertinente. Dunga, como era de se esperar, ficou abespinhado, subiu nas tamancas. Irritou-se com o intrépido Cícero Melo (ESPN) e com Milton Neves, da Band, os únicos que ousaram desafiar o coro do conformismo naquela platéia de jornalistas a favor – ou disfarçando ser do contra. Ficaram ao lado da população, que os autorizou a fazerem as perguntas certas. Estou com eles, evitaram o constrangimento completo.

38 comentários em “Técnico abespinhado, imprensa subserviente

      1. E então volte, para onde vc veio que vc e quem escreveu esse absurdo! Ele com toda certeza teria vaga cativa na seleção do Columbia, time de Val-de-cãns, treinado por Cláudio Santos, esse sim sabe tudo de comando técnico e deveria ser o treinador da seleção brasileira!

  1. A PERGUNTA do repórter mencionando Pelé em 58 foi pertinente e não merecia a resposta dada por Dunga. O Brasil pode até ganhar a Copa, pois afinal de contas tudo é possível e os adversários podem não estar tão bons assim, porém ainda vou achar Dunga uma invenção do mandachuva Sr Ricardo – todopoderoso – Teixeira. Ainda prefiro acompanhar um bom Remo e Paysandu, apesar das polêmicas (‘é tetra! … ‘é tetra!…). Um abraço aqui do Paraná a todos os paraenses de plantão.

  2. Putz! O Jorginho rasgou o saco do Dunga e defendeu o chefe com unhas e dentes, um bom soldado. A seleção agora é que nem quartel, todos defendendo o general Dunga.
    Acima do Dunga, só o Deus Ricardo Teixeira.

  3. Antônio está feliz com a vitória de seu Shogun. Dunga é o rancoroso que ainda guarda mágoas da “Era Dunga”. O Mílton Neves foi sábio, domingo: Dunga poderia até perder a Copa com Ganso e Nilmar, que não seria tão atacado, mas perder sem eles, será mais execrado que o Lazaroni. Diga-se de passagem, na seleção do Lazarento, o Dunga era o “cara”.

  4. Ele falou muito em comprometimento, mas comprometimento com quem? Dunga não é treinador, realmente é uma invenção do RT.

  5. Não acompanhei e tão somente agora tomei conhecimento da lista.
    Lamento profundamente pelo Paulo Henrique. Não pelo fato de ser paraense como nós, mas sim por ser um craque de futebol que o zangado, ou melhor, o Dunga, privará o mundo de melhor conhecer.
    Vocês já imaginaram a arrogância e a prepotência que tomará conta dessa turma se conseguirem o objetivo final?

  6. Essa seleção tem tudo para ser uma das piores dos últimos anos; talvez tão ruim em termos individuais como a seleção de 90. É incrível como o meio-de-campo dessa seleção é acéfalo!Dunga mais uma vez utilizou como critério o fato de se jogar no exterior e a “fidelidade” de seus comandados ao mal futebol por ele privilegiado. Selecionáveis como Doni (às vezes nem no banco de reservas é relacionado na Roma), Kléberson (reserva no Flamengo), Josué (medíocre), Júlio Baptista (reserva na Roma), Felipe Melo (botinudo em má fase na Juventus), Ramires (bom no Cruzeiro, mas será que está bem no Benfica?), Gilberto (bom jogador, mas anda na reserva no Cruzeiro), Gilberto Silva (do “indefectível” futebol grago) e Grafite (jogador mediano apenas, nada mais do que isso. É uma espécie de Souza – atacante reserva do Corinthians – melhorado) são indicativos de que, há tempos, a “seleção” não é a seleção na plena acepção da palavra. Embora a safra não seja das melhores, há nomes mais dignos de envergarem a amarelinha.

  7. O que o Rodrigo Paiva fez com o Cícero Melo proibindo que o mesmo fizesse uma segunda pergunta, sendo que profissionais de outras emissoras já haviam feito mais de um questionamento foi no mínimo uma falta de respeito. Mostrou claramente que a CBF dá preferência para os jornalistas “leais” ao nosso treinador e sua cúpula.

  8. Sempre que a Seleção sai criticada do Brasil volta campeã. Essa é a minha única esperança. Quem vai, parabéns! Quem não vai, melhor sorte na próxima.
    Agora que vai ser duro de assitir jogos com esses convocados ninguém duvida.
    Já pensou? Jogo eliminatório, o Brasil perdendo (Deus me livre!) e o Capitão do mato olha para o banco e diz: “Josué e Júlio Baptista, Aqueçam, vcs são as esperanças da nossa Pátria Amada. Grafite, depiois eu coloco vc”.
    Vai ser desespero puro dos torcedores! Melhor nem visualizar o quadro.

  9. Concordo plenamente com voce Daniel. Essa seleção, em matéria de craques é uma das mais fracas já convocadas p/ uma Copa. Pode até ganhar como a de 94 de Parreira, mas não vai agradar como a de 82 que até hoje é reverenciada como das melhores mesmo sem ter ganho. A História é implacável com os medíocres. Viva Telê Santana!

    1. Vamos divulgar uma campanha pela net, em protesto à convocação do Dunga, Marajó e Gerson? Já pensou se adquirir caráter nacional? E já tenho um bom nome pra ela: “Viva 82!”. O Dunaga ficaria irado!!!! rsrsrs

      1. Verdade, Daniel. Ele fica profundamente irritado quando alguém menciona o time de 82. Não consegue nem disfarçar a ira.

  10. Para assistir essa Copa com essa seleção o cara já tem que estar bêbado, porque bom vai ser duro aguentar tanata ruindade.

  11. Essa Copa pro BRASIL com esses (meia boca) vai ser uma m…. Enquanto existir Ricardo (BARÃO) Teixeira e Antonio Carlos (BARÃO) Nunes, nós estamos Ferrados. É só PANELADA.

  12. O “eu” , eu fiz, eu faço, a minha era, eu posso tudo, eu sei tudo. Esse cara tem mãe, pai, filho, amigos? Há! Tem ! O Jorginho, o antes educadinho, agora o raivosinho, como diria o Claudio do Columbia, Te contar!.

  13. A história vai registrar o Kleberson disputando duas copas do mundo, e o Dunga falou que o Ganso não foi bem no mundial sub-20; então ele não viu o torneio, foi visível o bom desempenho do PH, o Brasil foi vice, perdeu nos penaltis, para um time que só se defendeu. O Kaká, por exemplo, nunca foi campeão nas divisões de base, nem no S. Paulo, como titular.

    1. É, Sérgio Henrique, a fonte se mostrou furadíssima, embora tenha acertado no Michel Bastos e no Gilberto…

  14. Fiquei com a impressão que o Dunga não é só ingnorante, mas é burro também ou tentou da melhor maneira desviar o sentido da pergunta do reporte da ESPN.

    Quando o reporter perguntou se com ele em 58 Pelé não seria convocado, logo ele desviou as atenções de todos dizendo que não poderia comparar Pelé com Neymar ou Ganço, de maneira bem grosseira, diga-se de passagem. Jorginho foi na mesma toada, ou seja ingnorante também.

    Pelé em 58 era tão desconhecido como Neymar e Ganço no momento, mas recebeu oportunidade e se tornou o maior do mundo. Esse era o sentido da pergunta.

    Embora eu não goste do Neymar (acho ele muito debochado), com certeza deveeria ser convocado. E o Ganço, nem se fala! É um maestro dentro de campo! Parece um veterano jogando! Acho até mais craque que Neymar.

    Ambos, novos, começando com a seleção brasileira, poderiam não ser um Pelé (quem pode afirmar?), mas poderiam chegar bem perto pelo o que vem jogando.

    No mais, nã su muito fã de copa do mundo, e a seleção para mim tem o mesmo significado dos clubes do sul do país, mas torço pelo sucesso do futebol brasileiro. Prefiro mostra meu patriotismo acompanhando os acontecimentos políticos do meu país e participando de alguma forma deles, condenando sempre a corrupção e me esforçando para ser um cidadão cada vez melhor.

    Futebol para mim é mais lazer, e prefiro dar mais atenção ao meu combalido Remo na sua eterna batalha com o paissandu. Com marmelada ou sem!!!

    Viva Paulo Henrique Ganço

  15. Bom, nada a esperar desta seleção pois temos;

    A ( C B F ) COM SR RICARDO TEIXEIRA

    O DUNGA E O ZANGADO(JORGINHO)

    TA BOM NÈ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  16. “A Seleção é do povo”. Trata-se de uma coisa “pública”? Não sei. Em nosso sistema político costumamos ficar na arquibancada (ou na geral) torcendo – muitas vezes por representantes de outras classes sociais. Quando é que aceitam nossas indicações políticas? Todas as vezes nos oferecem um “prato feito”. Quem são os conselheiros nos órgãos colegiados deliberativos? Na saúde, na edicação, na segurança etc.
    O Dunga (na verdade RT) é um Bonaparte contemporâneo. E nos, o povo, ficamos aqui na geral esbravejando.
    A mídia, assim como “puxa o saco” das elites, puxa dos dirigentes do futebol. São muitos os interesses em jogo – e não sei se estão ai envolvidos os interesse reais do povo.
    Ainda bem que toda essa discussão não mexe com nosso reduzido IDH. Futebol é lazer, e cada vezes mais afastado do povo.

  17. Coerente é o cara que não teve outra ideia´. Frase genial do Millôr que se encaixa perfeitamente no Dunga way of life

  18. Concordo com o post que fala sobre a seleção de 82, vamos fazer uma campanha na internet enaltecendo a verdadeira seleção brasileira, seleção formada só com jogadores que atuavam no Brasil, exceto Falcão que era o Rei de Roma e não poderia ficar de fora.

    1. Sim amigo, essa seleção realmente foi a melhor no papel, era a seleção que estava na boca do povo, mais não ganhou nada infelizmente, pra mim tambem foi a melhor juntamente com a de 86, essas outras depois, foram horriveis. Mais foram vitoriosas.

  19. Primeiramente, valorizar Milton Neves é um absurdo! Ele é o que há de pior na imprensa mundial! Segundo, não existiu “Era Dunga”, isso foi mais uma trama armada pela imprensa de São Paulo, que tentou e conseguiu tirar da reta os verdadeiros culpados: Careca e Muller. Para quem não se lembra, peço para assistir novamente o jogo contra Argentina na Copa de 90. Ali vocês vão ter oportunidade de ver um caminhão cegonha de gols perdidos pelos dois citados jogadores. É sempre assim, a imprensa paulista dá o bote e todo mundo cai. Agora é essa de Ganso e Neymar, que até fevereiro nem eram lembrados. Isso é um absurdo! Sem falar que os dois jogadores já atuaram recentemente em Mundiais e foram muito mal, é só pesquisar e assistir aos jogos do Mundial sub-20 no segundo semestre de 2009, que o Ganso participou e começou como titular, mas terminou como reserva e o sub-17, isso mesmo sub-17, que o Neymar participou em novembro de 2009 e foi muito mal e o Brasil nem sequer passou da primeira fase. Ou seja, como se pode garantir que os dois vão arrebentar na Copa se recentemente eles foram mal em mundiais inferiores? Prestem atenção! a imprensa de São Paulo já quer arrumar culpado para derrota, pois, eles têm medo de que Kaká e Robinho afundar a seleção.

  20. A convocação agrade uns, outros não, foi com os quais Dunga trabalhou com frequencia para a preparação da copa. Se convocasse Ganso e Neimar, revelações imediatistas, estaria contrariando uma filosofia que adotou e justificou com coerrencia, não treinaram. O técnico tem RESPONSABILIDADE e não deve se deixar levar por comoções de qualquer natureza. Como paraense e pelo que estão jogando os dois, gostaria de ve-los na seleção, mas compreendo as razões que levaram Dunga assim se decidir.

  21. Tudo bem que tenha trabalhado e ralado com os caras, mas daí isso ser garantia de lugar na seleção é brincadeira.
    Boa parte dos que “brilharam” nesse período de preparação já não tem o mesmo brilho hoje.
    Posso até estar falando besteira, mas técnico com cara de seleção do povo é o Joel Santana e sua inseparável prancheta.

  22. Pessoal,
    esse time pode até não ter aquele futebol arte maravilhoso, mas uma coisa eu digo: vai ser duro ganhar do Brasil.
    Fazer mais de um gol nesse time então…
    outra coisa, os jogadores convocados não são pernas de pau com foi comentado acima.

    Agora, uma coisa foi bem colocada pela matéria: desde que a globo adquiriu os direitos de transmissão dos jogos da seleção brasileira que as críticas sumiram ou tornaram-se mais brandas.
    Assim ela conseguiu, em plena copa do mundo, realizar mesas redondas direto do hotel em que estava hospedada a seleção e com a participação dos jogadores e membros da comissão técnica.
    É o toma-lá-da-cá do esporte.

  23. Mauricio permita-me discordar de vc quanto a atuação do Ganso na sub-20, ví os jogos, e pra mim o PH sempre jogou bem, o problema foi que o Rogério que era o treinador da sub-20 implantou um sistema parecido com o do Dunga e aí sistematicamente tirava ou barrava o Ganso, tanto que nas finais levou o jogo, contra uma seleção fraca, e perdeu nos penaltis. Além disso o Robinho o que fez nas seleções de base? O Kaká também? E hoje são jogadores consagrados e foram chamados pra seleção ainda jovens. Nas outras copas sempre havia 1 ou 2 jogadores promissores no grupo, pra ganhar experiência. Agora, uma seleção com a maior média de idade de todos os tempos, com alguns jogadores que estão ou que sairam de contusões, tomara que o Dunga esteja certo.

  24. Maurício, o que fizeram Kaká e os outros na seleção de 2006? Nada. E por que convocá-los de novo?. Há coerência?. O futebol é momento e hoje Ganso e Neymar são os melhores da atualidade. E te digo mais, o time do Brasil está sendo estudado por todos os seus adversarios. Diferente seria se esse ataque Ganso, Neimar e Robinho aparecesse de surpresa. A verdade é que Dunga vê antes o extra-campo: Adriano metido com favelados, Neymar debochado e Ganso brincalhão. Para Dunga, o comprometimento é o azedume dele. Quem for azedo está convocado. A sorte nossa é que não há uma seleção favorita.

Deixe uma resposta