O amor está no ar?

Do Kibe Loco

Uma foto do atacante sueco Zlatan Ibrahimovic com o zagueiro espanhol Gerard Piqué tem causado polêmica em Barcelona. Tudo porque os dois foram flagrados de mãos dadas depois do treino do time catalão. A imagem correu o mundo gerando comentários a respeito da sexualidade de ambos. Os atletas ainda não se pronunciaram.

Responda depressa: qual o melhor comentário sobre a notícia acima?

a) Ibrahimović, Piqué, Richarlyson, Ronaldo… seria um timaço, né não?

b) É o velho caso da marcação homem a homem no treino de ataque contra defesa.

c) Eu já sabia!

Lá em Baião essa dupla nem subiria a rampa… vou te contar.

Fenômeno abatido com as críticas

Ronaldo foi o jogador escolhido para conceder a primeira entrevista coletiva pós-eliminação do Corinthians na Libertadores. E nos 25 minutos de conversa, ele se emocionou ao ser questionado sobre falta de comprometimento, falou que joga com dores e negou que vá torcer pelo Flamengo no restante do torneio continental. O atacante ainda voltou a dizer que se sente perseguido.

A pergunta que mais mexeu com Ronaldo sugeriu sua falta de comprometimento no empenho físico. O Fenômeno alegou que está entre os dez jogadores que mais treinaram no ano, segundo a preparação física, e logo em seguida desabafou. “Tenho 33 anos, tenho oito operações no corpo e muitas dores. E tenho que ouvir esse tipo de pergunta sobre comprometimento. O povo está comigo. O corintiano está comigo”, disse o camisa 9, recorrendo à torcida alvinegra. (Do UOL Esporte)

Charles tem poucas dúvidas para o Re-Pa

Bruno Rangel marcou o único gol do coletivo-apronto do Paissandu hoje pela manhã, na Curuzu. Charles repetiu o time titular do treino anterior, com exceção de Sandro, que foi poupado: Fávaro; Medina, Leandro Camilo, Paulão e Edinaldo; Tácio, Alexandre, Fabrício e Tiago Potiguar; Bruno Rangel e Moisés. É grande a possibilidade desse time, com Sandro, entrar jogando contra o Remo. Persistem apenas as dúvidas entre Edinaldo e Zeziel e Bruno Rangel e Didi.

Entrevista exclusiva vira notícia nacional

(publicado em 06/05/2010 às 10h14:)

Lula volta a defender palanque único nos Estados

Presidente disse que união de aliados aumenta as chances de vitória estadual e federal

Do R7

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, declarou, nesta quinta-feira (6), que defende a união das bases estaduais do governo. 

Lula foi questinado em entrevista ao jornal Diário do Pará sobre a dificuldade do PT em montar alianças nos Estados, em especial no Pará. O presidente respondeu:

– Se dependesse exclusivamente da minha vontade, cada estado encontraria um jeito de acomodar todos os aliados em um só palanque. Mas também não quero interferir. A palavra final cabe as lideranças políticas e às direções partidárias.

Mais repercussão da entrevista de Lula

‘Não existe a política de enfiar goela abaixo’, diz Lula sobre Belo Monte

Presidente deu entrevista nesta quinta-feira (6) ao ‘Diário do Pará’.
Municípios afetados pelo reservatório vão receber R$ 88 milhões por ano.

Do G1, em Brasília

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira (6), em entrevista ao jornal “Diário do Pará”, que “não existe a política de enfiar goela abaixo” a construção da hidrelétrica de Belo Monte. De acordo com o presidente, a construção faz parte do um plano de expansão de energia nacional. A estimativa é de que as obras criem cerca de 18.600 empregos diretos.

“Além do mais, o consórcio vencedor vai investir na área nada menos que R$ 3,3 bilhões em obras de compensação ambiental e social e em ações de fomento ao desenvolvimento regional. Isso representa mais de 17% do valor total do empreendimento. Por todos os cuidados que estamos tendo, não existe a política de enfiar o projeto goela abaixo de ninguém”, afirmou o presidente.

De acordo com Lula, os municípios que terão áreas afetadas pelo reservatório vão receber R$ 88 milhões por ano de compensação financeira. O estado do Pará também receberá a mesma quantia anualmente. Tudo ficou definido, segundo o petista, após análises de uma série de audiências realizadas entre os anos de 2007 e 2009 com a comunidade envolvida. “Tanto a construção de hidrelétricas, como Belo Monte, quanto ao aumento da eficiência energética – ou redução do desperdício-, são considerados no plano de expansão de energia nacional, que prevê a obtenção de cerca de 60 mil MW nos próximos dez anos.

Entrevista de Lula ao DIÁRIO repercute no país

Por Simone Iglesias, da Sucursal de Brasília (Folha SP) 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira que, se pudesse decidir pelas direções locais dos partidos, todos os candidatos da base aliada ficariam num palanque só, sem disputas regionais e todos unificados em torno da candidatura da ex-ministra Dilma Rousseff (Casa Civil).
“Eu já deixei claro em diversas oportunidades que prefiro palanque único em cada estado. Se dependesse exclusivamente da minha vontade, cada estado encontraria um jeito de acomodar todos os aliados em um só palanque”, disse.
Em entrevista ao jornal “Diário do Pará”, afirmou que como não quer interferir e que deixará as negociações nas mãos dos partidos.
“Mas também não quero interferir. A palavra final cabe as lideranças políticas e às direções partidárias. Vou torcer para a união, mas se não acontecer, como parece que não será possível em alguns estados devido a circunstâncias locais, conto com o apoio à candidatura nacional. Os partidos podem disputar regionalmente, mas mantendo o compromisso com o projeto nacional”, afirmou.
Lula pediu que as disputas locais sejam pautadas pela “civilidade”, pelo “respeito mútuo”, e que as divergências se limitem às propostas para o Estado.

Série D: clubes desistentes serão substituídos

A CBF, lenta como sempre, levou um ano para adotar um critério óbvio de preenchimento de vagas na Série D. A diretoria de competições da entidade divulgou a data-limite para os clubes que queiram desistir das disputa do Brasileiro da Série D. Os times com vaga garantida, que não tiverem interesse de disputar o torneio, deverão manifestar-se até o dia 14 de maio. A partir daí, será aberto o preenchimento de vagas. Primeiramente, a vaga será preenchida pelo clube que tenha ficado uma posição atrás do desistente no respectivo campeonato estadual ou torneio seletivo. Se, mesmo assim, ninguém preencher a vaga, a CBF abrirá a possibilidade para que outros Estados que estejam no mesmo grupo da equipe desistente herdem a vaga. Para isso, será utilizado a colocação no Ranking Nacional de Clubes da entidade. Caso a vaga continue sem ser preenchida, os clubes de todos os Estados concorram a esta vaga. O critério, neste caso, também será o ranking. Por fim, se, após todas essas etapas, não houver candidatos a vaga, o grupo será fechado com um clube a menos.
A providência foi adotada porque, no ano passado, a Série D teve um de seus grupos formado apenas com três clubes. Como nenhum representante do Acre quis disputar o torneio, o Grupo 1 foi formado apenas por Nacional-AM, Genus-RO e Roraima-RR. Se a regra nova estivesse valendo, clubes como o Remo poderiam ter participado do torneio. O clube chegou a pleitear esse direito, mas a CBF descartou a possibilidade.

A quem interessar possa…

Agenda do presidente Lula nesta quinta-feira, 6:

7h30 Partida para Belém – Base Aérea de Brasília (DF)

10h Chegada a Belém – Base Aérea de Belém

10h10 Partida para Tomé-Açu (PA) 

11h10 Chegada a Tomé-Açu – heliponto da Associação Agropecuária do Vale do Acará

11h30 Cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Estímulo à Produção de Óleo de Palma e entrega de títulos provisórios de terras e licenciamento ambiental para 3,7 mil agricultores familiares da região, na comunidade Quatro Bocas

14h Partida para Belém

14h50 Chegada a Belém – Base Aérea de Belém

15h30 Almoço privado – Palácio dos Despachos, Rodovia Augusto Montenegro, Km 9

18h Partida para Recife (PE) – Base Aérea de Belém

20h Chegada a Recife – Base Aérea de Recife

(Fonte: Secretaria de Imprensa da Presidência)

Luxemburgo: “Só volto aqui como adversário”

A cena foi quase dramática. Vanderlei Luxemburgo aproveitou a entrevista pós-jogo, na Vila Belmiro, para ignorar a derrota (e eliminação) por 3 a 1 e anunciar um factóide. Disse ter tomado uma decisão na vida: nunca mais trabalhará no Santos. Ninguém perguntou, mas o técnico, que teve diversas passagens pelo clube, admitiu ainda estar magoado com as brincadeiras dos jogadores santistas na comemoração do título paulista com os gritos de “Luxemburgo, pode esperar, a sua hora vai chegar”. “Me senti muito magoado. Me senti muito mal, me senti caído. É o ser humano que estava sendo atacado. Eu saio daqui hoje com a cabeça tranqüila, perdi para um time que jogou bola. É pessoal, a minha história com o Santos acabou aqui hoje. Só volto aqui como adversário”, disse Luxemburgo, safando-se de falar sobre a vitória santista em cima do Galo. Antes, porém, reivindicou o mérito pela descoberta de André e pelo “carinho” a Neymar – a quem carinhosamente chamava de “filé de borboleta” quando esteve na Vila. (Com informações da ESPN)