Adriano some, de novo, por “problemas com a mãe”

O atacante Adriano não tocou na bola neste sábado, mas foi o personagem do dia no Flamengo. Ele não foi ao treino do clube e ficou sem dar notícias para a direção. O sumiço causou preocupação entre os dirigentes da equipe carioca – o gerente de futebol Isaías Tinoco chegou a ir à casa do atleta para tentar encontrá-lo. Apenas no início da noite o mistério foi desfeito, e nem assim Adriano apareceu. Em nota oficial, a assessoria do jogador disse que ele estava incomunicável devido a um ‘problema grave com a mãe’.

Entenda, passo a passo, o que aconteceu no tumultuado sábado no Flamengo:

15h30 – Começa o treino do Flamengo no Ninho do Urubu. Adriano não aparece.

15h35 – O gerente de futebol do clube, Isaías Tinoco, começa a procurar o atacante, ligando para familiares, asessores e pessoas próximas ao atleta. Não consegue encontrá-lo.

17h10 – Ao final do treino, Tinoco diz que a situação é ‘preocupante’. Jorginho, auxiliar da seleção brasileira e que estava presente ao treino, prefere não comentar sobre a ausência de Adriano.

18h30 – Em contato com o ESPN.com.br, o assessor de imprensa de Adriano afirma que não falou com o jogador no sábado

19h20 – Isaías Tinoco diz que está a caminho da casa do atacante. “Ninguém sabe onde ele está, a situação é muito estranha. Ele sempre avisa quando não vai treinar”, diz.

20h15 – Assessoria de imprensa de Adriano divulga nota oficial em que explica o sumiço do atacante. Depois de passar o dia incomunicável e preocupar a diretoria do Flamengo, o atacante Adriano justificou o sumiço. A assessoria do jogador divulgou uma nota oficial dizendo que ele teve problemas com a mãe, e por isso teve de se ausentar do treino do clube.

Ainda de acordo com a nota da assessoria, Adriano voltará às atividades normalmente, e vai participar dos treinos de domingo no clube. “O atleta Adriano não pôde comparecer hoje ao treinamento do Flamengo devido a um problema grave com sua mãe. Por isso, o atleta ficou incomunicável durante toda a tarde. Amanhã, o atleta estará presente no treino de 9h no Ninho do Urubu e dará explicações ao técnico Rogério Lourenço e a toda a diretoria do clube”, disse a nota da assessoria. (Da ESPN)

6 comentários em “Adriano some, de novo, por “problemas com a mãe”

  1. Se fosse a presidente do Flamengo, ou diretor/manager do futebol rubro-negro, faria o seguinte: penalizaria o jogador com multas elevadíssimas a cada deslize cometido.
    Adriano, tal como Ronaldo, está jogando só com o nome. Se o “atleta” tem problemas psicológicos, como seus defensores alegam, que peça afastamento para se tratar, pois onera o clube. Se não este o caso, Adriano deve perceber o seguinte: é um jogador sem mercado na Europa (onde o profissionalismo é uma instituição nos clubes), pois é visto como decadente. E se o Flamengo o demitir, quem seria o louco que o contrataria, haja visto o histórico negativo na relação custo/benefício(?) que o jogador teve com os clubes por onde passou? Seria melhor então encerrar a carreira.

    PS: é incrível como os jogadores brasileiros adoram mordomias e regalias. Não à toa, quando estão em decadência técnica ou prestes a encerrarem suas carreiras, voltam seus olhos para o Brasil (leia-se, pra o Rio de Janeiro), onde impera a moleza e a falta de compromisso (de cartolas e jogadores, diga-se).

Deixe uma resposta