Milica, de novo, para acalmar as feras

A pedidos, um novo registro fotográfico da ala sérvia Milica Dabovic, jogadora do time grego Paleo Faliro. O jornal Diário As, de Madri, está republicando parte desse exuberante trabalho. Como os frequentadores deste blog já foram informados, Milica tomou a iniciativa de fazer o ensaio sensual depois de perder uma aposta para um fotógrafo amigo. Pelo visto, a moça levou tudo na esportiva e define a experiência como um gesto “de inteligência e bondade”. Quem somos nós para descrer dessas sábias palavras?

22 comentários em “Milica, de novo, para acalmar as feras

    1. E acalma os espíritos, pelo menos por alguns instantes, meu caro. É como digo sempre: o esporte pode ser realmente belo.

    1. Amigo Tavernard, humildemente, avalio que a afinação de tão sofisticado instrumento requer a competência de um violinista…

      1. Gerson, notei que o quadrangular identificador ao lado foi modificado para um melhor visual. Foi ocasionado por intromissão dos vírus?

  1. Amigo Tarvernad, tem que ter ouvido afinado, como dizem os músicos, senão não há breu que deixe no ponto o arco do violino. Se faltar uma corda a música não evolui e elas dirão com certeza: “és semitonado” aí dançou.

    1. O esporte em todo seu esplendor… um contraste admirável com aquele tosco espetáculo das duas orcas correndo atrás da bola no jogo entre Fla e Corinthians no meio da semana.

  2. Égua, Gerson. Te contar. Vamos fazer uma aposta com ela? Se ela perder, ela levanta os dois braços. rsrsr

  3. Plagiando o Armando Nogueira, teu chará Gerson, ” Já que Deus me tirou a potência deveria tambem me tirar o desejo”. Mata o velho!

  4. Nada que um Ciallis não resolva, Otávio. No caso do instrumento em tela, a afinação dependerá do diapasão. Pode começar de fora para dentro, mas com a evolução dos movimentos, pode alternar-se entre ondulações exógenas e endógenas, inicialmente leves, num crescendo dinâmico até chegar ao clímax da entonação.

  5. Isso é que feriadão: Nelson Rodrigues, Pearl Jam, Milica que nem de longe lembra as nossa rotundas PMs. Salve o Dia do Trabalhador.
    (Cuidado com o viagra paraguaio, dizem que ele sempre funciona só as vezes faz efeito prá frente noutras prá traz)

Deixe uma resposta