2 comentários em “Capa do Bola, edição de sexta-feira, 23

  1. A fruta, por estar no alto, ficou tão madura que um olhar pode removela ao solo. Giba percebeu muito tarde não haver tempo para ficar experimentando esquemas e formações, até por falta de qualidade da matéria prima. O São Raimundo trás a tona o pesadelo do ano passado e não adianta ficar pensando muito. É matar ou morrer e ainda contar com aquele ovo da galinha, porque galo e peixe não não interessa. E o que o lobo tem haver com essa história? Te vira leão.

  2. Lembrei antes de começar o 2º turno ter dito aqui que este seria mais difícil para o Remo, que deixara escapar o 1º na reta final. Citei as duas últimas rodadas que seriam fora de casa e que o Remo, já cabaleante, correria risco. Um blogueiro, não lembro o nome apostava na classificação considerando que os concorrentes diretos jogariam em Belém, no caso Cameta e Independente. Destes seis contados pontos o Remo ganhou somente 1. Agora tenho ouvido que dois empates virão de bom tamanho. Será?

Deixe uma resposta