Papão administra dívida; Leão joga a toalha

Advogado com ampla experiência de embates nos tribunais trabalhistas manifesta estranheza com a ausência de esforço da diretoria remista para tentar renegociar o débito alegado junto ao Tribunal Regional do Trabalho/8ª Região. Segundo ele, a soma atual de R$ 8 milhões pode, em caso de consenso entre as partes, ficar pela metade.

Além disso, há um forte fator atenuante: o Remo abateu R$ 5,2 milhões em pendências antigas, usando todo o dinheiro da venda de um imóvel (a sede campestre) para quitar dívidas. “Em qualquer tribunal do país, essa manifestação de boa vontade é levada em conta na hora em que se propõe uma nova negociação. Não compreendo como os dirigentes e conselheiros do clube não se interessam em provocar esse diálogo com a Justiça”, estranha, preferindo não se identificar.

Comparativamente, acrescenta, o Paissandu convive com uma dívida total de R$ 5 milhões, segundo informações atualizadas do próprio TRT. “Pelo que se acompanha, nos corredores do tribunal e mesmo pela imprensa, não há nenhuma intenção declarada de pressionar o Paissandu a se desfazer de um bem imóvel para liquidar essa dívida”, observa, elogiando o comportamento dos mandatários do clube.

Segundo ele, estão expostas duas maneiras diferentes de administrar débitos: no Paissandu, o clube disposto a se reestruturar e sanear as contas; no Remo, a compulsão pela venda do estádio Evandro Almeida a todo custo (e sem qualquer planificação) fez com que as exigências judiciais fossem seguidas à risca, como se não houvesse nenhuma outra alternativa de conciliação de interesses.

São mistérios que só o futuro próximo poderá desvendar, embora as respostas sejam até previsíveis.

11 comentários em “Papão administra dívida; Leão joga a toalha

  1. O AK sempre deixou claro que sua maior missão no clube que dirige era vender o estádio. Parece que vai conseguir.

    Curtir

  2. Negativo! nazareno remista santos,
    quem está perdendo patrimônio, é o teu remo, por vontade própria.
    NÃO GENERALIZA.

    Curtir

  3. Os tucanos implementaram a privatização do setor público, e o AK (tucano roxo) está inventando a privatização do setor privado.

    Curtir

  4. Berlli eu já disse aqui sobre essa questão de chuteiras. O time do remo e feito de peladeiros, acho que eles não sabem usar chuteiras, para mim deveriam jogar ou descalços com tornozeleiras, ou com “QUICHUTES”, são ruins mesmo que não iriam sentir diferença nenhuma, ontem ate fui lá satataria Barbosa, lá pelos lado da orientas do mercado, no Ver-o-peso, e falei ao vendedor para separar uns 22 pares, e disse que o tecnico do remo estaria passando pora lá juntamento com AK, para compralos. Estava ate em promoção os QUICHUTES, na compra de 1 par levava 1 par de meiôns, o problema e que so tinha nas cores azul celeste e branco.

    Curtir

  5. Correção:

    Berlli eu já disse aqui sobre essa questão de chuteiras. O time do remo e feito de peladeiros, acho que eles não sabem usar chuteiras, para mim deveriam jogar ou descalços com tornozeleiras, ou com “QUICHUTES”, são ruins mesmo que não iriam sentir diferença nenhuma, ontem até fui lá satataria Barbosa, lá pelos lados da oriental do mercado, no Ver-o-peso, e falei ao vendedor para separar uns 22 pares, e disse que o tecnico do remo estaria passando por lá juntamento com AK o presidente que iria passar o borrachudo para compra-los. Estava em promoção os QUICHUTES, na compra de 1 par levava 1 par de meiões, o problema e que so tinha nas cores azul celeste e branco.

    Curtir

  6. Acho que tem coisas que fogem o “meu Remo” ou o “meu Paysandu”. Essa questão de dívidas não tem que ser encarada como mais um ‘esporte’ que alimenta a rivalidade da dupla RExPA e sim como um problema por ambos vividos. É a realidade do ônus e não a disputa de um “título” do “eu devo menos e tu mais”.
    Fato é que a questão do CR me parece ser esperançosa por conta da venda do estádio, acredito que há um planejamento (não estou aqui dizendo se está bem ou mal planejado) e que a possibilidade de uma resolução pode mostrar uma falsa sensação de descaso da diretoria remista.
    Acredito também que se o mesmo ocorresse com o PSC atitudes não muito diferentes seriam tomadas, mas o fato de não poder contar com tal proposta lhe “obriga” a planejar de forma mais convencional digamos assim.
    Ressalto que não estou julgando se há certo ou errado nessa questão, mas acredito que o sucesso de um refletirá diretamente no outro, esse é o carma e essa é a realidade, basta deixar a rivalidade para as arquibancadas e sermos inteligentes.

    Curtir

  7. Quando você elege um político presidente, você automaticamente está entregando a vida de seu clube ao caos. Por quê? eles fazem do clube um palanque, em segundo lugar eles fazem transas que se der certo eles serão heróis e se der errado o problema será do clube como vai resolver, porque com ele não pega nada. Eu não quero aqui dizer que apartamentos serão distribuídos, porque não tenho como provar, mas uma venda casada dessas, não pode dar outra. Ainda pensam que somos idiotas, e somos, pois eles fazem e acontecem e ninguém diz nada. A velharada foi comprada, tranquilamente.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s