Delegação do Águia depreda vestiários do Baenão

Funcionários do Remo fizeram hoje um inventário das perdas materiais causadas pela delegação do Águia nos vestiários do estádio Baenão, domingo, logo depois do jogo entre as duas equipes. Revoltados, alegando terem sido prejudicados pela arbitragem, jogadores e membros da comissão técnica do time marabaense depredaram as instalações, quebrando portas e destruindo pias e sanitários. Depois de calcular o montante do prejuízo, a diretoria do Remo deverá encaminhar a conta à Federação Paraense de Futebol para as devidas providências.

23 comentários em “Delegação do Águia depreda vestiários do Baenão

  1. fizeram cera o jogo todo e no final tomaram o castigo, agora ficam depredando os vestiários, tem q pagar a conta é o aguia por ter jogadores moleques em seu elenco!

    Curtir

  2. tem também q investigar os penaltis inventados nos seguintes jogos: paysandu x independente, paysandu x águia, sempre no finalzinho!

    Curtir

  3. EI BERLLI,JÁ COMEÇARAM A MANDAR AS BOMBAS EMBORA?HEHEHEHE.
    TÁ TÃO CEDO,POXA QUERIA VER OS SECADORES SOFREREM MAIS COM ESSA PEREBAS…

    Curtir

  4. Nao falam dos penaltis inventados, e dos gols anulados pra mucura vencer…aí ficam com pena desses arbitros mercenarios que tem por aqui…
    Tao tudo comprado com dinheiro da big ben…só que com o leão não funciona…
    É por isso que vcs sao contra essa diretoria atual do Remo, porque ela nao se mistura com gentede 5 categoria que tem no nosso futebol, inclusive na imprensa, que se cala diante de tanta sacanagem, e só direcionam as coisas quando acontece com o remo. E se eu conheço essa diretoria, essa historia nao parar por aí…

    Curtir

  5. A torcida do remo e a atual diretoria estão levando o clube para uma nova era: sócio torcedor é um sucesso no remo, venda do baenao proporcionando uma nova estrutura pro futebol do clube, o remo está pensando no futuro…é claro que isso incomoda muita gente, inclusive da imprensa, que por puro capricho só fala coisas ruins com o unico intuito de tentar poluir a mentes de muita gente que pensa que nem eles. A verdade é que não aceitam ver o Remo por cima do seu Rival…parodiando o zagalo: vcs vao ter que engolir.

    Curtir

  6. Corretíssimo, Jorge. O comportamento do Águia, que começou pelos dirigentes, foi injustificável. O Águia não perdeu sua classificação no jogo de domingo com o Remo e a arbitragem, pelo que soube, foi normal, sem falhas. Os seis minutos de acréscimos foram plenamente baseados nas interrupções ocorridas no segundo tempo. E o escanteio que originou o gol realmente aconteceu: a bola resvalou no Aldivan antes de sair pela linha de fundo. São atitudes desse gênero, pequenas e amadoras, que empobrecem e afundam ainda mais o nosso já paupérrimo futebol. O Águia, que almeja ser respeitado como terceira força regional, deu um passo atrás com o vandalismo nas dependências do estádio azulino. Se o campeonato fosse organizado e sério, o clube teria que ser punido, além de pagar todos os prejuízos.

    Curtir

  7. São coisas que não da pra entender, o paysandu teve um penalti ridiculamente inventado no ultimo minuto do jogo com o águia, anularam um gol legal na partida contra o cametá e ontem ainda marcaram um penalti em que visivelmente o jogador travou a bola só pro Sandro de penalti Goiano fazer o dele e ainda vem falar que o Remo rouba??

    Na expulsão o cara conseguiu em 10 min dar 2 porradas seguidas, com violencia, porra tem que ser expulso. O Alan goleiro do Águia saia em bola alçada na área sozinho e caia no chão reclamando de caimbra (essa é mais velha que andar pra frente). João Galvão é um caso perdido, chorão maior, um cara que escala time com 5 atacantes como ele ja fez além de montar o time com o coração alem da razão nunca vai ser respeitado como treinador. Pra felicidade do futebol paraense ele desistiu dessa vida o Arthur poderia fazer o mesmo.

    Tchau Águia o Botafogo Paraense !!

    Curtir

  8. Por sério e reprovável condeno o vandalismo ocorrido domingo nos vestiarios do Baenão. Por não saber quem cometeu os desatinos sou obrigado a responsabilizar o clube, o Aguia.
    O relativo sucesso dos “emergentes” está provocando empáfia em seus dirigentes. Lembro-me do João Galvao( quando campeao do 1°turno em 2008) mostrando a Remo e Paysando como se administra o futebol. Delírios de uma conquista ou devaneios de um sonho maior não materializado (perdeuo título final. Mais respeito com Remo e Paysandu. Não esqueçam que o clube também é a torcida que, quando furiosa, torna-se incontrolável.

    Curtir

  9. O mesmo se aplica hoje ao S. Raimundo, cujos dirigentes de vez em quando arrotam uma superioridade que é relativa – quando se olha o ano de 2009 ela se materializou, mas não tem amparo na história do futebol paraense, cujo domínio absoluto é da dupla Re-Pa, que deve ser respeitada sempre.

    Curtir

  10. Por conta da motivação sou favorável as travessuras dos bocudos diirigentes interiuoranos, no caso Galvão e do dirigente do SR, lógico dentro do ponderável, até porque aqui LOP tem dado espaço para que isso ocorra.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s