Bota x Mundico adiado para 13 de março

A CBF divulgou nesta quinta-feira nova mudança na data de Botafogo x S. Raimundo, pela Copa do Brasil. O jogo, inicialmente previsto para o dia 24 de fevereiro e que havia sido transferido para 4 de março, está confirmado para o dia 13 de março, um sábado, às 21h30 (HBV). O Mundico joga em vantagem, por ter vencido a partida de ida por 1 a 0, em Santarém.

A quem interessar possa…

Agenda do presidente Lula para esta sexta-feira, 19:

9h Partida para Três Lagoas (MS) – Base Aérea de Brasília (DF)

9h40 Chegada a Três Lagoas – aeroporto municipal Plínio Alarcon

10h20 Visita às instalações da fábrica de celulose branqueada de eucalipto da Fibria/Votorantim

10h50 Visita à fábrica de papel da International Paper do Brasil

11h30 Cerimônia alusiva à visita às instalações da fábrica de celulose da Fibria/Votorantim e da fábrica da International Paper do Brasil

14h Partida para Brasília – aeroporto Municipal Plínio Alarcon

16h30 Chegada a Brasília – Base Aérea de Brasília

17h Luiz Paulo Barreto, ministro da Justiça, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB)

18h Vereador Túlio Maravilha

18h30 Despacho interno

(Fonte: Secretaria de Imprensa da Presidência)

Papão empata em cima da hora e segue invicto

O placar de 2 a 2 traduziu bem o jogo equilibrado, de muitas alternativas, principalmente no segundo tempo. No começo, o Águia foi mais organizado e atacava com mais frequencia e perigo. Chegou perto de marcar ainda no primeiro tempo, levando muito perigo, através de Tiago, Wando e Samuel Lopes. O goleiro Alexandre Fávaro foi bastante acionado e evitou o gol em pelo menos dois lances mais agudos.

No tempo final, o técnico Luiz Carlos Barbieri substituiu Moisés por Enilton, contrariando a lógica. Didi, o outro atacante, não se encontrou em campo e era a peça destoante num time que se valia mais do esforço que da técnica para manter as coisas em pé de igualdade. Tiago levava o Águia à frente, abrindo caminho com dribles e velocidade. Foi um dos grandes nomes da partida, ao lado do volante Daniel e do veterano Sandro, responsável pelos dois gols do Paissandu.  

Todos os gols surgiram no segundo tempo. Wando abriu o placar aos 7 minutos, completando de cabeça grande jogada do lateral-esquerdo Aldivan. Aos 29, Sandro empatou depois de tabelar com Enilton na grande área. Aos 41 minutos, com um leve toque na bola que tirou Fávaro do lance, Tiago desempatou. O empate final viria aos 48 minutos, num pênalti (não muito claro e em lance curiosamente não repetido pela TV) cobrado por Sandro.

No Paissandu, o atacante Enilton estreou bem, apesar do visível desentrosamento com os demais companheiros. Bruno Lança, como primeiro volante, exerceu papel importante. Zeziel foi o jogador esforçado e versátil de sempre. E, na defesa, Paulão, que substituiu Vítor Hugo, também se saiu bem ao lado de Leandro Camilo, que entrou no lugar de Rogério, também contundido.

No Águia, o técnico João Galvão lamentou a contusão que tirou o centroavante Samuel Lopes do jogo num momento em que a equipe marabaense estava melhor em campo, e destacou o trabalho de Tiago Marabá, excelente na ligação entre meio e ataque. A arbitragem de Sálvio Spínola Fagundes (SP-Fifa), requisitada pelo Águia, foi muito criticada pela marcação do pênalti que deu o empate ao Paissandu nos instantes finais do confronto. Renda: R$ 56.660,00, para um público de 2.908 pagantes. (Fotos: MÁRIO QUADROS/Bola)

Palmeiras fecha contrato com Antonio Carlos

Antônio Carlos Zago é o novo técnico do Palmeiras. O anúncio deve ser feito apenas na sexta-feira, mas o acerto já foi sacramentado na tarde desta quinta.
Polêmico, acusado de racismo (e condenado pela Justiça Desportiva), Antônio Carlos, zagueiro do Palmeiras na época da Parmalat, quando o diretor de futebol era Gilberto Cipullo, acerta contrato até o final do ano.
Depois do episódio do racismo, Antonio Carlos virou gerente de futebol no Corinthians, de onde foi demitido depois de levar Ronaldo Fenômeno para uma balada. Seu objetivo é levar o time às finais do Paulistão e tentar o título da Copa do Brasil. As bases financeiras não foram reveladas ainda.

Depois de vexame em casa, Muricy é demitido

Muricy Ramalho não é mais técnico do Palmeiras. Ele se despediu do elenco nesta tarde de quinta-feira, menos de 24 horas depois da goleada de 4 a 1 sofrida diante do São Caetano em pleno Palestra Itália. Também nesta tarde, o gerente de futebol Toninho Cecílio pediu demissão de seu cargo. O treinador sequer participou do treinamento realizado pelos jogadores agora no CT da Barra Funda.

A demissão foi confirmada pela assessoria de imprensa do clube. O time de Palestra Itália preferiu não anunciar nenhuma decisão após o jogo dessa quarta, mas marcou uma reunião para a tarde de hoje na casa de Belluzzo. Ao término do encontro, foi revelada a saída do técnico.

Muricy chegou ao Palmeiras após longa negociação com o clube. Foi chamado para ser o substituto de Vanderlei Luxemburgo, que entrou em rota de colisão com a diretoria do clube. Muricy estreou no Palmeiras no dia 29 de julho de 2009, com vitória de 1 a 0 sobre o Fluminense. Após aquela partida, o time assumiu a liderança do Campeonato Brasileiro e passou a ser apontado como grande favorito à conquista.

Quando o time parecia pronto para deslanchar rumo ao quinto título, houve o empate por 2 a 2 com o Avaí, em casa, na 28ª rodada. Depois, o Palmeiras perdeu por 3 a 0 para o Náutico, por 2 a 0 para o Flamengo e por 2 a 0 para o Santo André.

A equipe manteve-se com chances de título até a última rodada da competição, mas acabou perdendo por 2 a 1 para o Botafogo, e terminou em quinto lugar, fora até mesmo da Libertadores da América. (Da ESPN)

Contra o Águia, Papão tenta se garantir no G-4

O Paissandu enfrenta na noite desta quinta-feira, às 20h, o Águia de Marabá, no estádio Zinho Oliveira, tentando garantir antecipadamente presença na semifinal do primeiro turno. Apesar de estar na penúltima posição, com apenas 4 pontos, o Águia se reforçou e tem pretensões de brigar ainda por uma vaga no G-4. Com o esquema tradicional 4-4-2, o técnico Luiz Carlos Barbieri tem problemas para escalar o Paissandu. O lateral-direito Parral, contundido, deve ser substituído por Marcus Vinícius e o zagueiro Vítor Hugo, também vetado, cederá lugar a Paulão, que estreou bem contra o Potiguar, pela Copa do Brasil. 

Para o ataque, o técnico tem as opções de Didi e Enilton, que treinaram juntos durante a semana. A dúvida é quanto a Moisés, melhor atacante do time no campeonato e que teria que ser deslocado para o meio-campo caso a dupla seja escalada.

No Águia, o técnico João Galvão deve lançar a equipe no 3-5-2, jogando ofensivamente para tentar deixar a incômoda posição na tabela de classificação. O zagueiro Bernardo, ex-Paissandu, pode estrear. Os reforços Wando e Samuel Lopes são duas alternativas para o ataque, com Rodrigo Sarará entrando no meio -campo, ao lado de Daniel e Analdo. Gustavo (foto) é opção tanto pela lateral-direita, como na ala ou no meio-campo.  

Mundico se reabilita em cima da Tartaruga

O São Raimundo se recuperou no campeonato estadual, derrotando o Ananindeua, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, no estádio Barbalhão. Os gols foram marcados por Marcelo Pitbull, aos 11, e Branco aos 32 minutos, ambos na segunda etapa. Com o resultado, o Mundico foi a 5 pontos e deixou a lanterna com o Ananindeua, que tem três apenas 3 pontos. A renda divulgada foi de R$ 45.100,00, para 3.871 pagantes. 
Próximos jogos: pela sexta rodada , o São Raimundo enfrentará o Remo no próximo sábado (20), às 20h30, no Baenão. Já o Ananindeua jogará contra o Santa Rosa na terça-feira (23), às 15h30, também no Baenão. 
Confira a quinta rodada do campeonato:

Quinta-feira (11): Cametá 0 x 0 Santa Rosa
Sábado (13): Independente 3 x 4 Remo
Quarta- feira (17): São Raimundo 2 x 0 Ananindeua 
Quinta- feira (18): 20h, Águia x Paissandu