Lista de Dunga exclui Ronaldinho Gaúcho

Ronaldinho Gaúcho, que teve uma recaída nas baladas e interrompeu o processo de recuperação no Milan, é a grande ausência da penúltima convocação da Seleção Brasileira antes da Copa do Mundo. Ausência que tem pinta de definitiva. Dunga voltou a mencionar o fracasso de 2006 para justificar suas escolhas.

Pode-se não gostar (eu não gost0) da seleção que Dunga tem na cabeça, mas não se pode acusá-lo jamais de incoerência. E desconfio que aquele chapéu atrevido que o moleque Ronaldinho aplicou no veterano Dunga em pleno Gre-Nal finalmente cobrará seu preço.

O Capitão-do-Mato chamou de volta Gilberto (Cruzeiro) para a lateral-esquerda, com a vantagem de poder ser aproveitado na meiúca. Convocou novamente Michel Bastos, que também joga como meia no Lyon e que Dunga prefere ver na lateral-esquerda. Sinal óbvio de que nenhum dos outros laterais testados (André Santos, Kléber) o convenceram.

Kléberson foi lembrado de novo e pode ser um dos nomes de 2002 prestigiados para a África do Sul. Pela maneira como Dunga vê seu estilo de jogo, está praticamente garantido no grupo de convocados. Thiago Silva (Milan) foi uma bela novidade na lista e tem boas chances de ir à Copa. Dificilmente surgirão novas surpresas.

A insistência com Josué, Júlio Batista, Gilberto Silva e Felipe Melo faz crer que teremos um time travado, essencialmente marcador, à imagem e semelhança da Seleção do penta, montada por Parreira. O caneco pode vir, claro, mas não será sem muitos sustos e com um futebol bem distante daquilo que se convencionou chamar de escola brasileira.    

Goleiros
Julio Cesar (Internazionale-ITA)
Doni (Roma-ITA)

Laterais
Maicon (Internazionale-ITA)
Daniel Alves (Barcelona-ESP)
Michel Bastos (Lyon-FRA)
Gilberto (Cruzeiro)

Zagueiros
Lúcio (Internazionale-ITA)
Juan (Roma-ITA)
Luisão (Benfica-POR)
Thiago Silva (Milan-ITA)

Volantes
Felipe Melo (Juventus-ITA)
Josué (Wolfsburg-ALE)
Gilberto Silva (Panathinaikos-GRE)
Kleberson (Flamengo)
Ramires (Benfica-POR)

Meias
Kaká (Real Madrid-ESP)
Elano (Galatasaray-TUR)
Julio Baptista (Roma-ITA)

Atacantes
Luís Fabiano (Sevilla-ESP)
Nilmar (Villarreal-ESP)
Adriano (Flamengo)
Robinho (Santos)

4 comentários em “Lista de Dunga exclui Ronaldinho Gaúcho

  1. Oremos!!!!

    Como se pode convocar uma seleção sem nenhum jogador de ligação? observem os nomes do meio campo e me digam quem tem essa caracteristica. Kaká e Júlio Baptista iniciaram carreiras como volentes e na Europa, com ganho de condicionamento físico começaram a jogar um pouco mais a frente.

    Gilberto? égua, vou te contar…..

    Me digam em que partida o André Santos comprometeu? jogou bem qdo foi chamado, inclusive toda a Copa das Confederações e o jogo contra a Argentina em Rosário.

    Vou concordar com o post, podemos vencer, mas com muitos sustos e sofrimento.

  2. Para o bem e para o mal, Dunga é coerente. Na minha seleção Felipe Melo e Júlio Baptista não passariam nem na porta. A retirada de André Santos é o maior ponto positivo.
    O Gaúcho não está fora do páreo. Se mantiver um desempenho razoável nesse primeiro semestre estará garantido no G-23. Dunga sabe que é um jogador que não precisa de testes.

  3. Acho que o Gaucho sepultou a chance com a recaida, nao acredito mais em uma reacao (futebolistica) dele. O time dele, como de todos osque passaam no comando, reflete a confianca do tecnico e nao em quem e melhor, se nao levaria o Neymar e o Fred. Nao tem meia de ligacao, porque todos falharam (Alex e Daniel Carvalho, ambos ex-Inter, e Diego), exceto um que sequer foi testado por ele, mas outros ja o testaram e provou que e jogador de clube – o Alex do Fenerbahce. De negativo mesmo so o Doni, que nao servia pro Curintia, mas serve – nao sei o porque – pra Roma. Para mim, ate o Rubinho e melhor. Deveria levar o Vitor ou o injusticado Helton.

  4. não gostei da saída do André Santos da lateral esquerda, e não gostei da presença de gilberto, ronaldinho gaúcho tinha que ser convocado, e pra mim no gol no lugar do doni eu levaria o felipe do corinthians ou o victor do grêmio.

Deixe uma resposta