No 96º aniversário do Papão, cartola critica torcida

No dia em que o Paissandu completa 96 anos de fundação, o presidente Luiz Omar Pinheiro lamenta (ao caderno Bola) o fraco público que tem comparecido aos jogos do time. O cartola, que chegou a apresentar os números do que tem sobrado das rendas das partidas, pede como presente ao clube que a Fiel Bicolor volte a frequentar em massa os estádios, para ajudar a manter o pagamento do grupo. O cartola diz estar cumprindo o que prometera aos bicolores, montar um time bom (sic). “Eu estou decepcionado. Não se pode fazer futebol com esses números aqui. Fica complicado manter a folha (de pagamento) desse jeito”, declara LOP, pedindo que a torcida “também faça a sua parte”.

Antes de baixar o sarrafo no torcedor, o dirigente deveria prestar atenção em antigas regras do futebol mais popular do país. Transmissão direta de TV para a mesma praça dos jogos é convite a deixar o torcedor em casa. Sempre foi assim e hoje é mais ainda, levando em conta os problemas de segurança pública e as dificuldades de transporte. Na hora de firmar o vantajoso contrato de cinco anos com o governo do Estado, esqueceu de observar esse detalhe significativo. Neste momento de decepção com as rendas deveria lembrar daquele antigo ditado: não se faz omelete sem quebrar ovos.

33 comentários em “No 96º aniversário do Papão, cartola critica torcida

  1. Bom dia Gerson Nogueira e amigos do Blog.
    O aLOPrado, só está começando a colher, os resultados dos desatinos praticados no comando do BICOLOR AMAZÔNICO, sempre aqui lembramos alguns chavões que cartola entende co mo ultrapassados, mas nem tanto, o mais corriqueiro dêles, “torcedor não é bôbo!”
    Entendo, que a TV, não está tão fortemente tirando o toredor dos estádios, ela tira alguns, porém, o que acontece é que estamos sim ressabiados, essa administração não transmite segurança, é muitíssimo arrogante e instável, digamos assim.
    O desmonte, criminoso, do plantel que conquistou o Parazão 2009 e da campanha da terceirona, a ameaça de fechar a Curuzú, a contratação do desconhecido Nasareno e sua legião de atletas da terceira divisão baiana, a ameaaça de extinguir à sub-20, a derrota no amistoso para o arqui rival, isso tudo, foi MUITA humilhação para a nação BICOLOR AMAZÔNICA, e não é com um timinho que ainda não disse a que veio, que tal flama será resgatada.
    Luiz Omar Pinheiro, precisas aprender que com a nação BICOLOR AMAZÔNICA NÃO SE BRINCA, e à ELA, impusestes um dos maiores vexames da história.
    Continuas devendo.
    Tú não és nem simpático!!

  2. esse presidente deveria ficar calado e agradecer aos que, mesmo com esse monte de M…. que esse Sr. fez no comando do Papão, Vão ao estádio empurrar um time montado às vésperas do campeonato.
    Sr. LOP és um FANFARRÃO!

  3. Se fosse culpa da transmissão da tv domingo não teria dado mais de 9 mil pessoas no baenão. Lembre que a tv não transmite sem pagar, pelo contrário, o próprio presidente do paysandú disse que essa ajuda é essencial. Ao invés de criticar, o grupo RBA deverá sim investir no campeonato, até pq a BAND é detentora de direitos de transmissão de diversos campeonatos regionais. Mas aqui as emissoras só querem lucrar em cima dos times, não vejo patrocinarem nada. Antes da criticar, deveriam fazer como emissoras de muitas praças, comprarem os direitos do campeonato e transmitirem, ao invés de por exemplo ficarem vangloriando os times de SP e RJ, como é de praxe. Dessa forma sim estarão ajudando os times e não com essas críticas que não levam a nada.

    1. Leon,
      Vamos parar com essa babaquice de ficar dando estocada na tal imprensa esportiva por tudo que de ruim acontece no nosso futebol. As críticas, ao contrário do que você parece crer, ajudam a construir, desde que responsáveis e bem substanciadas em fatos. Antes de se referir, por tabela, aos interesses desta ou daquela emissora procure se informar adequadamente. Não tenho procuração para defender, mas tenho memória: a RBA, em parceria com a Mais TV, já patrocinou o campeonato estadual, sim, mas sem a obrigatoriedade de jogos para a mesma praça. Em segundo lugar, não fiz críticas ao contrato firmado entre os clubes e o governo, que, de resto, é bastante vantajoso para as partes. Contratos devem ser cumpridos religiosamente. Assinou, tem que respeitar. Daí veio a constatação de que o dirigente erra ao ficar criticando o torcedor, que, em muitos casos, prefere ficar em casa assistindo pela TV a se arriscar ir ao estádio numa segunda-feira à noite, por exemplo. Por outro lado, quanto à Band, o problema é dela, não tenho qualquer vinculação e desconheço os termos de seus contratos. Quanto à história de que as emissoras só lucram em cima dos clubes, você incorre em outro equívoco grosseiro. A imprensa (jornal, rádio, TV, web) paraense é, seguramente, a mais generosa do Brasil na divulgação do nosso futebol, na alta e baixa estação, nos bons e maus momentos. Não esqueça de atentar para o fato de que, nas páginas dos jornais e nas imagens de tv, a cobertura jornalística dos times traz a propaganda das marcas que patrocinam as equipes. Quanto a vangloriar clubes de fora é outro deslize seu: jornalismo não escolhe cara ou lugar, nem pode ficar preso a convenções geográficas. Quando o Flamengo conquista o Brasileiro tem mais é que ser badalado, quando o S. Paulo sai ganhando todo mundo deve ser noticiado, quando o Vasco goleia o Botafogo tem que ser enaltecido, quando o Cabañas é baleado isso também é notícia. A questão é simples: ninguém sai divulgando notícias que não tenham o interesse do grande público. E, ainda sobre o contrato dos clubes para transmissão dos jogos, a TV não é a única vilã. Junto com ela pode se elencar diversos outros fatores que contribuem para o êxodo do torcedor – má fase dos times, insegurança dentro e fora dos estádios, transporte deficiente, preço de ingressos etc. O resto é conversa oca. Vamos em frente, vida que segue.

  4. Além de arrogante, abusado. Sua incompetencia não lhe deixa enxergar ser ele o mal maior do clube no momento.Domingo menos 1. Pode contabilizar.

    1. Mas, está registrado na História do time DELA, que ELE é mais vitorioso que o timinho teu, que é dez anos mais velho e tem menos títulos.
      A HISTÓRIA NÃO MENTE,
      ESTÁ REGISTRADO!!!!

  5. Dinheiro publico tem destinos publicos. No caso da TV o benefício é o lazer merecido do povão pelos tributos pagos. Foi feito um contrato (salvador) e os signatários leram, concordaram e assinaram. Ponto final.

    1. Tavernard,
      Contratos devem ser cumpridos, sempre. Por isso, o dirigente não pode vir chorar o leite derramado, ignorando os efeitos que a TV tem sobre o público que vai a estádios e aparentemente desconhecendo os lucros que seu clube teve com o acordo de transmissão. O internauta acima falou do grande público que foi ao jogo do Remo, domingo. É verdade. Quando o time vai bem, a torcida prestigia. Mas quando a situação é precária, não há santo que dê jeito.

  6. Além du tudo que foi colocado, como torcedor e cliente de uma evento (jogo de futebol) não posso aceitar as pessimas condições dos estádios de futebol, dos transportes públicos para os estádios, dos banheiro do estádios e da compra do ingresso, com tudo isso é lógio que prefiro ficar em casa com todo o conforto possível, além disso o futebol que o time tem apresentado é mediocre.

  7. Vamos também parar de jogar pedras no Luiz Omar, lembrem que quando o mesmo assumiu o clube ninguém se prontificou. Pegou o clube endividado, 2 anos sem títulos, bagunçado administrativamente.

    Hoje, o clube não está saneado financeiramente, mas já diminuiu as dívidas trabalhistas em torno de 2 milhões além de não contrair novas dívidas. Reconquistou a hegemonia regional fez 2 boas campanhas na Série C, não subindo por pouco. Hoje o clube não está centralizado, existe uma hierarquia que é cumprida.

    Nosso time é glorioso? sim é.
    Fomos mal acostumados? fomos.
    Estamos no caminho certo? talvez.
    Futebol é matemática? não é.

    De tudo isso até dizer que o presidente é incopetente já é demais. O Paysandu precisa de aglutinação, logo não precisa de quem só quer ver coisa ruim deixando as coisas boas (atuais e possíveis futuras) de lado.

    Aos reclamões, ou mandem uma carta ao clube com sugestões ou deixem o clube seguir em paz.

    Te dizer meu irmão….

  8. E tem mais, nossa torcida está deixando a desejar sim. Tem culpa TV e chuva (e daí?), mas principalmente o próprio torcedor que não faz um esforço pra ajudar o clube. Estive nos 2 jogos e estarei sempre.

    Vamos Papão!!!!!!

  9. 96 anos sem nada para comemorar. Depois de incontáveis besteiras, LOP agora cometeu seu erro mais grave: dirigente não pode falar mal do torcedor. Se o torcedor não vai, algum motivo tem. O torcedor segue apenas uma regra: ele vai a campo quando tem confiança no time. Se não tem, não vai. Essas declarações só vão aumentar a antipatia que a torcida, com razão, nutre por ele.

    Como é que ele exlica a não inscrição de Didi e Adonis? Será que vai culpar os atletas e seus empresários, insentando-se da responsabilidade, como sempre faz? A culpa foi INTEIRAMENTE do clube, que perdeu tempo e dinheiro com os jogadores sem ter averiguado a situação dos mesmos em seus clubes. Tal fato não acontece nos times de fora.

  10. Pai d’égua Cleiton, só por causa das incrições não realizadas de 2 jogadores e porque o presidente do clube disse uma verdade vc não vai à campo.

    Fácil, extremamente fácil torcer assim, só qdo as coisas estão bem.

  11. “Parabéns, pra você, nesta data querida, muitas felicidades, muitos anos de vida”, eita time pai d’égua, que tantas glórias deu à esta torcida e a esta terra de Belém do Pará, 96 anos de muitas alegrias, de tristezas também, porque faz parte, tantos por tí passaram e passaram, mais tu és um time vitorioso, te amo Paissandu, o resto é conversa fiada.

  12. Gérson, não concordo com 90% do comentário do Leon,, mas em um aspeto ele tem razão. Não dá para colocar na transmissãi direta da tv, a falta de torcedores aos estádios, nessa versão atual do Parazão. Ano passado, foi inicial e até compreensível as críticas ao televisionamento, mas esse ano, o torcedor já está acostumado e tem dado boas médias de público já nessas rodadas iniciais.

  13. Gerson, na minha opinião, esse Luis Omar, não tem as mínimas condições de ser presidente do Paysandu. Temo, por suas decisões, atrapalharem outra vez o Papão.

  14. Tsc, tsc!… O Silas é tão desinformado…
    1905 foi a fundação do Grupo do Remo, só para disputa de regatas. O FUTEBOL do Clube do Remo é somente 1 (UM) ano mais velho que a mucura.
    A primeira partida de futebol (amistosa) do Clube do Remo foi em 1913, e o primeiro campeonato paraense foi em 1914, justamente o ano de fundação da mucura. Assim fica difícil…

  15. Quero assinar embaixo as considerações do Marcelo Maciel na sua totalidade. Mas, quero destacar duas que são fundamentais: é um grande equívoco atribuir todos os males que atualmente afligem o Paissandu ao atual presidente do clube, sem lembrarmos o estrago de antecessores ; e a torcida ficou mal acostumada com as glórias obtidas recentemente, imediatamente seguidas de grandes decepções. Quanto à Tv, RemoxAnanindeua jogaram numa 2ª feira depois de um dilúvio bíblico e o público presente foi superior a 9 mil espectadores.
    Enfim, vamos relativizar determinadas verdades definitivas, pois elas em nada contribuem para entendermos o que está acontecendo.

  16. Marcelo Maciel, eu também vou a todos os jogos do Papão por isso posso falar. A torcida tá devendo sim, mas o peso maior da responsabilidade cai em cima desse presidente aloprado que não ajuda em nada a resgatar a credibilidade do clube.

    Vive a fazer asneiras atrás de asneiras. Destroi um trabalho profícuo como fez ao prometer premiação ao time que ganhou o parazão no ano passado e não cumpriu, demitiu o Edson Gaúcho que realizava um trabalho sério (apesar da imprensa), cobra ingresso caro como se tivesse formando um timaço, contrata técnico meia-boca como o Nazareno; manda embora jogadores bons como Mael, Aldivan e Vélber; joga contra o clube ao tornar o ambiente ruim e nervoso às vésperas de um re-pa.

    Esse senhor está fazendo mal ao Paysandu, sim! Se ficasse calado já faria um grande favor à torcida que não aguenta mais tantas promessas não cumpridas.

  17. No mais, e apesar de tudo, Paysandu eu te amo! Parabéns e boa sorte nas tuas jornadas. Tu és forte, vencedor! Tô contigo pra o que der e vier!

  18. AK pelo menos é mais modesto, tem noção da sua inoperância, pouca fala e já deixou o rumo do clube em mãos de auxiliares.

  19. Esse papo de colocar a culpa “nas administrações do passado” já encheu a porra do saco.

    Esse ano já será o 4º após a saída do Tourinho, e os que ai estão sequer conseguiram subir pra série B, e isto muito se deve às atitudes, as vezes passivas e as vezes tresloucadas, do LOP e alguns diretores próximos.

    Exemplos?

    1) Na série C de 2007, não terem demitido o Luxemburgo do sertão logo após a derrota para o Imperatriz, quando todo mundo sabia que o time era uma garapa, tanto que ganhou apenas 1 ponto;

    2) Em 2008, não terem trazidos os reforços esperados pelo Givanildo (que não precisavam ser caros), preferindo privilegiar um super salário para o baladeiro Luis Mário;

    2) Ter contratado o Dário Lourenço quando Charles Guerreiro, que tinha aglutinado o elenco pela vaga na Série C, depois de conserta a merda após a saída do Givanildo e a contratação do Edson Boaro, era naturalmente o mais indicado pra comandar o time;

    3) Não ter se esforçado pontualmente para manter o Fabrício, e mesmo com a saída dele, quando julga-se haver entrado grana, ter privilegiado outro super salário para o Bebel Oliveira, o sugador, ao invés de trazer dois meias para o time;

    4) Após o lampejo de acerto com a fase do EG, ter acreditado na lorota de que o time bastava para a série C 2009, e não procurando reforçar a equipe em setores fundamentais como laterais, zaga e meio campo, e pra piorar, mandando embora o cara que segurava o elenco em campo, que estava quase pra estoura por insatisfação pelas premiações prometidas e não pagas;

    5) Ir na imprensa dizer curiosamente que “promessa não é dívida”, deixando puto da vida os jogadores;

    6) Diante deste quadro, contratar o Valtinho, fud… de vez com o elenco;

    7) Quando a vaca foi pro brejo, dizer que ia fechar a Curuzu até o final do ano, culpar publicamente vários jogadores pelo fracasso (mais uma vez deixando-os putos da vida),

    8) Neste meio tempo, contratou o desconhecido Nasareno Silva, que não deu certo nem na segundinha baiana, e curiosamente um mês depois de dizer que a Curuzu tava fechada, juntar o que sobrou do elenco (os mesmos que ele esculachou), e mandar pra um amistoso contra um time de pelada, sob o comando do desconhecido treinador, resultando numa peia vergonhosa de 3×1;

    9) Novamente esculachar todo mundo, mandar Mael, Dada e Aldivan embora, e fazer uma parceria com um tal de Genivaldo Santos, que mandou uns 30 pernas de pau pra fazer aventura na Curuzu;

    10) Novamente vir na imprensa dizer que o Genilvado Santos era mentiroso, que parceira nenhuma existia, quando houve rumores que Moises e Jênison estariam sendo negociados com outras equipes do Sul e Sudeste pelo dito empresário, mesmo que todos os 30 pernas de paus tivessem vindo para cá por intermédio dele;

    11) Aceitar, nessa conjectura, fazer um REXPA amistoso. Resultado: peia!;

    12) Mandar todo mundo embora de novo, contratar técnico e jogadores em cima da hora, montando um time que ainda não engrenou, fazendo com seus torcedores torçam por em empate domingo para o LO(P)UCO não fazer mais nenhum merda.

    Acho que esse é, em resumo, o histórico do Paysandú nos últimos anos.

    E depois a culpa é minha? VAI LAMBER SABÃO LOP!

  20. É Diogo, o problema deste senhor realmente é quando ele emite opinião. Dia desses justificava que as rendas não representavam mais a maior parte do financiamento do clube para defender as transmissões pela TV e as vantagens financeiras para o Papão. Nesse mesmo dia, defendeu que a FPF tem uma administração exemplar na condução de nosso futebol(sabem porque? o contrato com a TV é através da FPF).
    Tenho certeza que a torcida não tem ido aos estádios porque ainda não tem confiança no time que aí está. Torcedor é passional e não gosta de perder. Quando tem desconfiança no time, não vai aos estádios. A torcida tem que ser estimulada sempre para comparecer aos estádios e nunca responsabilizada pela falta de atrativos.

  21. Luis Omar não tem razão em reclamar da torcida, se o time fose bom e inspirasse confiança, a torcida certamente lotava os estádios.

    Com esse time que está aí, não tem o menor sentido o torcedor sair de casa para ver o time fazer papelão em campo.,

  22. Parabéns clube de tantas glórias. Clube do meu coracao que sobrevive em meio a tantas peripécias administrativas. Que os próximos anos reservem à toda nacao bicolor muitos títulos. Parabéns Papao da Amazônia

  23. O “amor” atual da torcida do CLUBE DO ROXO, lembra muito o daquela mãe que passou tempos sem ver o filho e que agora aproveita para matar a saudade.
    Afinal, oito meses sem jogar um partida oficial é um tempo considerável.
    “carroça carregada de açúcar até o jumento peida doce” (de novo).

Deixe uma resposta para Jorge Paz Cancelar resposta