Cai decisão do TJD e a bola vai rolar

Depois de ter sido suspenso, no final da tarde desta sexta-feira, por decisão do presidente do TJD, André Silva de Oliveira, o campeonato teve sua abertura mantida para este domingo (17). O procurador e relator do tribunal Antônio Carlos Nascimento derrubou a decisão e, por volta das 22h, confirmou a primeira rodada do Parazão.
Os jogos entre Paissandu x Independente e Cametá x Águia de Marabá, no domingo; Remo x Ananindeua, na segunda-feira à noite; e São Raimundo X Santa Rosa, na quarta-feira, estão mantidos. Segundo fonte ouvida pela editoria do Bola, o relator pode cassar a liminar do presidente do TJD apenas em uma situação: quando o processo está em andamento. “O pessoal que faz essas cacetadas aí. À noite, agora, já tem o jogo. Isso abala o jogo, o psicológico do jogador”, reclamou o presidente do Paissandu, Luiz Omar Pinheiro.
Por volta das 22h30, a reportagem do Bola localizou André Cavalcante, advogado do Cametá. “A Federação reconsiderou a decisão. Na verdade, o relator era a única pessoa que tinha competência. Foi um ato onde o presidente não tinha competência. Já havia sido nomeado um relator”, explicou.
A liminar que suspendeu o campeonato atendeu ação impetrada pelo Castanhal alegando a suposta irregularidade da participação do Cametá na primeira fase do Parazão 2010, com a desistência do Pinheirense. A FPF teria feito um convite ao clube, o que contraria o Estatuto do Torcedor. Por outro lado, o presidente da entidade, coronel Antônio Carlos Nunes, afirma que a equipe entrou na competição por critérios técnicos.
Antes de consumada a decisão, o presidente do TJD André Oliveira disse “Quero esclarecer essa situação: a primeira vez que neguei o pedido da Tuna Luso e do Castanhal sobre a regularidade do Cametá foi sob a condição de que a ação seria julgada antes do início da competição. Recebi a liminar do Hamilton Gualberto e acatei, já que os jogadores, imprensa, clubes e polícia militar perderiam se as partidas acontecessem e depois os jogos tivessem que ser anulados”. (Com informações do repórter Nilson Cortinhas/Bola)

Liminar garante abertura do Parazão

Voltou tudo ao que era antes: liminar obtida pela Federação Paraense de Futebol, no começo da noite, garante a abertura do campeonato estadual neste domingo, 15, cumprindo a tabela oficial. A notícia foi dada, pela Rádio Clube, em meio à festa de posse do coronel Antonio Carlos Nunes para mais um mandato na FPF.

Daqui a pouco, mais detalhes.

Tempo de “brasileiradas” na F-1, de novo

Por Flávio Gomes

A Ferrari fez seu tradicional evento de começo de ano em Madonna di Campiglio. Alonso e Massa deram entrevistas coletivas e já tivemos, em parte da mídia brasileira, as igualmente tradicionais interpretações de declarações que levam a um falso clima beligerante entre os dois. A “Folha” escreveu que Alonso “ignorou” Massa e o “tirou do páreo” quando falou sobre favoritismos. Na primeira pessoa do plural, o espanhol disse que “estamos começando um Mundial duro” e que a briga será com Hamilton, Button, Schumacher e Red Bull. Alguém consegue ver Alonso ignorando alguém aí? É evidente que ele falou que a Ferrari, equipe, que tem dois pilotos, ele e Felipe, terá como adversários principais aqueles que citou. Um dia antes, o “Estadão” afirmou que Alonso já é o primeiro piloto da Ferrari, pela aposta que o time faz na experiência etc. Cuidado com o que leem por aí. O velho papo de “um brasileirinho contra esse mundão todo” vai recomeçar. Pela imprensa, é bom que se diga. Massa não deu um pio sobre o assunto. Nem tem motivos para piar. Até porque, como se vê, parte da mídia pia por ele.

Tribuna do torcedor

Por Jaime Pacheco (jacpn32@yahoo.com.br), de Atlanta (EUA)

Acompanho todos os dias o noticiário da imprensa paraense a respeito da venda do Baenão pelo presidente do Remo. Ora, ao invés de querer vender o estádio, por que não se vende o clube e o torna uma instituição privada, onde deixaríamos de ter dirigentes amadores, e de uma vez por todas iríamos ter uma administração profissional? Basta se espelhar nos times da Inglaterra, que inclusive têm ações na Bolsa de Valores. A torcida não vai mudar, pois continuaria fiel ao nosso Clube do Remo. Poderíamos assim ter melhores perspectivas de um time vencedor e de um alto grau de investimento. Só pra lembrar: onde estão aquelas empresas que estavam dispostas a tornar o Baenão uma arena como nos moldes do Atlético Paranaense? Será que nossos dirigentes não têm criatividade? E o departamento de marketing, onde está? Só espero que nossos dirigentes não cometam essa loucura, pois do jeito que estão conduzindo essa venda, nós, torcedores do Filho da Glória e do Triunfo, não vamos mais ter nem estádio, tampouco uma arena.

Love chega jurando amor eterno

O atacante Vagner Love não escondeu a emoção ao ser apresentado oficialmente como novo reforço do Flamengo para a temporada 2010, nesta sexta-feira. O jogador foi recebido com muita festa por alguns torcedores, que utilizaram chapéus com tranças e levaram corações de pelúcia. O próprio Vagner Love já se apresentou com um novo visual: seu cabelo contém tranças vermelhas. Após vestir a camisa rubro-negra pela primeira vez, Love não segurou o choro.

“É um sonho de uma vida inteira, de infância. É um prazer imenso. Jogar ao lado de grandes jogadores, como o atacante Adriano, vai ser maravilhoso”, afirmou, visivelmente emocionado. “Por mim, ficaria no Flamengo a vida inteira. Quero aproveitar o desejo do meu coração da melhor maneira possível. Estou muito feliz por estar aqui hoje. Pretendo retribuir todo carinho em campo. Vou jogar minha vida pelo Flamengo. Quero ganhar a Libertadores e o Mundial. Tenho muitos planos”, discursou. (Da ESPN)

É, vamos ver.

Dirigentes revoltados com a paralisação

Os presidentes de Remo e Paissandu se manifestaram de forma parecida a respeito da paralisação do campeonato. Luiz Omar Pinheiro, através da Rádio Clube, disse que a medida é mais um prejuízo ao combalido futebol local, pois trava o campeonato e tira o entusiasmo do torcedor. Atribuiu culpa aos clubes que contestam a presença do Cametá na disputa e eximiu de responsabilidade o presidente da FPF, coronel Antonio Carlos Lima. “O coronel agiu com toda lisura na inclusão do Cametá, cumprindo o regulamento da competição”, afirmou.

Já Amaro Klautau, presidente do Remo, também através da Rádio Clube, falou que pretende calcular todos os prejuízos que seu clube tiver com o adiamento do campeonato e cobrar dos responsáveis, dando a entender que penalizará quem perder a ação interposta no TJD.

Ambos esquecem, por conveniência ou desinformação, que o maior de todos os responsáveis pela bagunça instaurada no campeonato é o próprio presidente da FPF e seu projeto de interiorização política da entidade. Para incluir o Cametá no campeonato atropelou todos os critérios técnicos, como já havia feito na fase anterior contra o Izabelense, que preferiu não protestar. 

Em tempo: enquanto o futebol paraense sofria esse duro golpe, o presidente da FPF participa, na noite desta sexta-feira, da festa de posse para mais um mandato à frente da entidade, nos salões da sede da Tuna.

Parazão suspenso pelo TJD

Por decisão do Tribunal de Justiça Desportiva, que acatou recurso do Castanhal, o Campeonato Paraense está suspenso e a primeira rodada, marcada para começar neste domingo, 17, foi adiada até que o tribunal julgue a ação impetrada pelo clube da estrada. O Castanhal (como a Tuna, que também recorreu) questiona a inclusão do Cametá na primeira etapa do Parazão, em substituição ao Pinheirense, que desistiu da disputa.

A inclusão do Cametá foi autorizada pela Federação Paraense de Futebol, que usou como critério o fato de o regulamento da competição prever a participação de 10 clubes na etapa. Os defensores de Castanhal e Tuna contestam tal critério.

A FPF tentou derrubar a decisão do presidente do TJD, André Oliveira, mas não havia mais tempo hábil para ingressar com liminar. Com isso, toda a rodada inicial foi temporariamente adiada. O tribunal marcou o julgamento do recurso do Castanhal para a próxima sexta-feira, 22, às 17h.

A quem interessar possa…

Agenda do presidente Lula para esta sexta-feira, 15:

10h Lançamento da pedra fundamental da Refinaria Premium I, Fazenda Cristalândia, BR-402, Km 2, sentido Bacabeira/Rosário – São Luís (MA)

10h20 Cerimônia de lançamento da pedra fundamental e de início das obras da Refinaria Premium I 

13h Partida para Brasília (DF), no aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado

16h Chegada a Brasília (DF), na Base Aérea de Brasília 

(Fonte: Secretaria de Imprensa da Presidência)