Love com os dois pés no Flamengo

O CSKA Moscou finalmente liberou o empréstimo de Vagner Love para o Flamengo, até 31 de julho, como estava acertado com o Palmeiras. O jogador, ainda vinculado ao clube paulista, deve firmar contrato com o Rubro-Negro carioca ainda nesta quinta-feira.

Não sei se é pra rir ou pra chorar.

11 comentários em “Love com os dois pés no Flamengo

  1. Gerson, não o que esse jogador tem de espetacular pra ganhar 400 mil no palmeiras e ser muito disputado por grandes clubes, não sei como chegou a seleção, é Gerson tem cara que nasce com a bunda virada pra lua! rsrs eu sou flamenguista e já to no berreiro!!!

  2. Excelente contratação!!

    Não estou no berreiro, em compensação, não consigo parar de rir!!

    É bom saber que os outros times do Brasil, não correm o risco de acidentes!!..heheeh!

  3. Gerson, como botafoguense, deverias rir, como eu estou rindo. Lembro quando o meu Flu contratou, deuma so tacada, Dodo, Washington e Leandro Amaral. Pior que isso, so a dupla do pagode. E a nossa chance de, pelo menos, faturar o Cariocao.

    1. Lembro também do célebre “ataque do sono” rubro-negro, formado por Romário, Sávio e Edmundo Animal. Virou piada nacional.

  4. O cara não é tão ruim assim. Juro que estaria sorrindo se viesse para o (meu) Papão. Se ele conseguiu ser artilheiro da segunda divisão – seu único mérito, segundo o pai do infante João -, com certeza, seria da terceira. Agora no FOGÃO, que fique bem longe!!!

    1. Caro Fernandes,
      Acho que, para a Série C, o Love (ou Lobby, como diriam os maldosos) até daria resultado. Tenho muitas dúvidas é quanto à parceria com Adriano. O Imperador rende bem com um meia-atacante, que jogue mais recuado, quase como um escudeiro. Love joga na área, pelo menos foi assim que viveu seu melhor momento no futebol, naquela Segundona pelo Palmeiras. Continuo a achar que Love tem um baita empresário.

      1. É verdade Gerson. Adriano joga bem mesmo com um meia atacante (como jogou, por exemplo, com Petkovic – adiantado ou recuado – e Zé Roberto – mais adiantado do que quando jogava no Botafogo) ou com um atacante mesmo, só que mais aberto (como o Emerson, que depois foi para as Arábias justamente quando havia encaixado no time e em parceria com o Imperador). Vágner Love não joga nem de uma forma e nem de outra e, se jogar o que jogou no ano passado, será um reserva de luxo do nosso caro “Zé Boteco”…

Deixe uma resposta