Um engodo chamado Vagner Love

Um dos mais inúteis assuntos da mídia brasileira nos últimos 30 dias é “o futuro de Vagner Love”. Contratado pelo Palmeiras por empréstimo junto ao CSKA Moscou como grande nome para a disputa do Brasileiro, o atacante não jogou nada. Marcou somente cinco gols no torneio. Ganha um dos maiores salários do futebol nacional, cerca de R$ 400 mil, e não justificou isso em nenhum instante. Ainda assim, seus empresários conseguem mantê-lo em permanente evidência. Estaria sendo “cobiçado” pelo Flamengo, que nunca confirmou oficialmente tal interesse. O Palmeiras finca pé e diz que não libera o “reforço”. O plano deu certo: além de ser valorizado pela falsa polêmica, o artilheiro sem gols se viu garantido até o fim do contrato pelos paulistas. Ao ver o tempo gasto com a disputa pelo jogador tem-se a impressão de que o nome em questão é atleta de Seleção Brasileira ou artilheiro de Série A. Ledo engano: até hoje, Love só conseguiu ser artilheiro da Série B do Brasileiro. É um caso típico de boleiro enganador nas mãos de um grande empresário.

Deixe uma resposta