Mudanças na Timemania

A Timemania traz novidades no ranking de classificação dos clubes para o próximo ano. Os clubes serão reposicionados nos grupos com base no total de indicações no Time do Coração recebidas no ano de 2009. Nos dois anos anteriores os grupos foram definidos em função da colocação dos times nas divisões do campeonato brasileiro de 2007.
Em 2010, os 20 times mais indicados como Time do Coração em 2009 vão dividir 65% do que é destinado aos clubes (Grupo I). Os que ficarem entre as posições 21 e 40 dividem 25% (Grupo II). Os demais 40 (Grupo III) ficam com 8% e os que estão fora do volante (Grupo IV) farão a partilha de 2%.

Confira com fica a situação dos clubes paraenses: 
Colocação dos times (acumulado em 2009) 
         
32º – Clube do Remo, 433.777 apostas 
41º – Paissandu, 397.936 apostas 
72º – Tuna Luso, 251.311 apostas 

Com isso, apenas o Remo estaria no Grupo II, dividindo 25% do total arrecadado com outros 19 clubes. Para entrar no Grupo I, o Leão terá que tirar uma diferença de 201467 apostas para o 20º colocado, Sport. No momento, Paissandu e Tuna estariam apenas no Grupo III e dividirão apenas 8% do total arrecadado com outros 38 clubes. No entanto, a situação do Papão ainda é reversível. Ele está há apenas 5.444 apostas do 40º colocado, o River-PI, e tem até o final do ano para tentar ultrapassá-lo. (Com informações de Rodrigo Godinho de Sousa/site da Rádio Clube)

5 comentários em “Mudanças na Timemania

  1. Valeu, Gerson
    Agora só falta o torcedor fazer a sua parte, lógico que eu estou me referindo àquele que dispõe de um trocado para colaborar. Se você não ajuda não pode cobrar e é constrangedor ver o Paissandu perdendo para o River do Piaui, afinal, o Papão deve ter o dobro da torcida do time piauiense.

  2. Ééééé… a situação do LISTRADO é “O RIVER”.

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK !!!!!!!!!!!!!!!
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK !!!!!!!!!!!!!!!
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK !!!!!!!!!!!!!!!

  3. Não sei como estamos à frente da Tuna! Desde a queda vertiginosa do clube, imposta por aquele ex-presidente que não aceitou ser preterido nas eleições de 2006 e se vingou rebaixando o time, a torcida do Paysandu já não é mais a mesma. vive ressabiada, desmotivada, sem acreditar num futuro melhor, ainda mais tendo um tresloucado no poder.

    A torcida do outro lado se contenta com o feijão com o arroz porque nunca provou além disso, mas a do Papão não. Ainda não se refez da bordoada de um dia está na Libertadores e no outro amargando a terceira divisão pelo quarto ano consecutivo.

    E quando essa atual diretoria resolveu acertar, contratando um técnico sério como o Édson Gaúcho, trabalhador, que iniciou a preparação do time cedo, tudo direitinho, essa mesma diretoria resolve jogar tudo por águas abaixo demitindo-o.

    Agora resolveu investir na burrada de contratar e descontratar uma enxurrada de jogadores e não conseguir formar um time que preste. E olha que tínhamos tempo de sobra para isso.

    Agora, vão querer formar um time em menos de 15 dias. Cambada de acéfalos!

  4. Concordo com o Diego Papão. A torcida bicolor nunca mais foi a mesma depois que o Paysandu saiu da primeira divisão.

    Agora, que ninguém se empolgue com a Timemania. Em seu primeiro ano, esta loteria esperava arrecadar 500 milhões só conseguiu 120 milhões. O fracasso foi tanto que cogitaram fazer 2 sorteios semanais, mas desistiram. Acabou a propaganda maciça que havia na TV e a BAND deixou de transmitir os sorteios. A arrecadação caiu ainda mais e o ministro dos esportes, Orlando Silva admitiu publicamente o seu fracasso… A timemania morreu e esqueceram de enterrar, mas Remo e Paysandu a vêem como “tábua de salvação”. Triste…

    A Timemania não acabou ainda porque faz parte do acordo que os times do Brasil, todos caloteiros, fizeram com o governo para tentar saldar suas dívidas impagáveis. Caso acabe, os clubes não terão como abater suas dívidas e seria criado um impasse.

    Veja como é a ridícula distribuição da receita entre os clubes:

    1 – Do total arrecadado (pouco mais de 2 milhões por concurso, 20 % são destinados aos clubes, cerca de 400 mil);
    2 – Destes 400 mil, o grupo II, do Remo recebe 25% (100 mil, valor que é DIVIDIDO entre as 20 equipes do grupo, o que dá 5 mil a cada). Já Paysandu e Tuna ficam com cerca de MIL reais cada… Resultado: nenhum time do Brasil jamais pagará a imensa dívida trabalhista que tem com o governo. Pelo contrário: os débitos só irão aumentar.

  5. Valeu Cléiton, clube brasileiro que depender da Timemania para saldar suas dívidas com o governo, tá lascado. Na verdade, apropriação indébita( descontava do empregado e não repassava para o governo).

Deixe uma resposta