Pensata: A selvagem gentalha do futebol

Por Flávio Gomes

Não sou de falar de futebol aqui, vocês sabem. Se tem tema que atrai gente ignorante e acéfala é futebol. Basta dizer que o time A jogou melhor que o time B, que uma horda de torcedores do B surge não se sabe de onde e vem te encher o saco. Por isso, via de regra, falo aqui apenas do melhor time do mundo de todos os tempos, a Portuguesa. Os demais, sendo muito honesto, não me interessam minimamente.

Mas este domingo merece duas palavrinhas de prosa.

Primeiro, pela alegria de ver um time tão popular como o Flamengo sendo campeão, dirigido por um técnico negro (o primeiro técnico negro a ganhar o Brasileiro) simples e humilde, com um jogador sérvio semiaposentado brilhando e um doido de pedra como Adriano fechando o campeonato como artilheiro. Eu estava no Rio neste ano quando o Flamengo ganhou a Taça Rio e vi a festa nas ruas. É contagiante. Um monte de gente foi dormir feliz hoje, no país inteiro. O Flamengo é um fenômeno.

Mas sempre tem um mas, e como de costume é a violência. A guerra de gangues, de morros, de torcidas, que vi na Globo agora à noite. Entre rubronegros, nas ruas, espancando-se mutuamente, dando demonstrações de virilidade que devem achar o máximo. Isso poucas horas depois de a torcida do Coritiba fazer o que fez no Couto Pereira.

A selvageria dessa gente é que me apavora. Gente que não sabe perder e não sabe ganhar. Que faz da violência modo de vida. Que acaba com o futebol e com o humor de qualquer um. Gentalha, sem caráter. Juventude urbana brasileira, o destino que nos espera.

O Coritiba tinha de ser suspenso por um ano de qualquer competição. Assim como o Corinthians deveria ter sido, quando sua torcida tentou invadir o campo no Pacaembu num jogo com o River Plate, acho que em 2006. Assim como muitos outros times, por conta de seus torcedores, em outros episódios, em todas as eras.

É a única forma de essa merda acabar. E alguém vai perguntar: é justo um clube inteiro e uma torcida toda pagarem pelo que faz uma minoria? É justo, sim. Os clubes dão guarida a essa gente. Toleram a barbárie. Merecem ser punidos. E os torcedores que formam a maioria pacífica que mudem de time. Ou esperem passar o período de suspensão de seus clubes amados, tirem um ano sabático. Porque podem ter certeza: se um dia suspenderem um clube por um ano por causa da violência de sua torcida, nunca mais a violência se repete.

Bem-feito para o Coritiba, que caiu. Esses caras que invadiram o campo, bateram no juiz, atacaram a polícia, agrediram os jogadores do Fluminense e depois quebraram metade da cidade merecem ser rebaixados à condição de párias da sociedade. Seria ótimo que ficassem um ano sem ter o que fazer, com seu time parado, fora de qualquer campeonato.

Ainda bem que torço para a Portuguesa. Hoje em dia, quanto mais secreto for seu time, melhor.

3 comentários em “Pensata: A selvagem gentalha do futebol

  1. SÓ ESTAMOS ESPERANDO O NASSIF SAIR RESPONSABILIZANDO A MÍDIA PERVERSA E O MAU JORNALISMO PELA SELVAGERIA. SÓ FALTA A CANALHA DEFENSORA DE MARGINAIS ALEGAR A MONSTRUOSIDADE DA MENORIDADE PENAL E A PENA DE MORTE PARA ASSASSINOS REINCIDENTES.

    Curtir

  2. Meu caro amigo Gerson, você tem toda a razão, eu como todo brasileiro gosta de futebol, mais eu não vou a todos os jogos, por causa da violência, imaginem se o flamengo perdesse em pleno maracanã, ia morrer muita gente, quando o Paysandu, caiu pra segundona, eu estava no estádio, fiquei triste, mais não sai espancando ninguem, vim embora pra minha casa é fui chorar minhas pitanga, na cama que é lugar quente. São uns imbecis estes torcedores violentos. Um abraço!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s