Flu arranca empate e se salva no Couto Pereira

Partida nervosa e tensa, mas mantida sob controle pelo Fluminense, que teve um gol não assinalado pelo árbitro – o zagueiro Jeci (ex-Remo) tirou a bola quando já havia transposto a linha de gol. A salvação, que parecia impossível na virada para o returno, foi obtida graças a uma arrancada espetacular do time sob o comando de Cuca.

No final, o show de selvageria da torcida coxa-branca, inconformada com o rebaixamento para a Segundona no ano do centenário. O trio de arbitragem (que teve boa atuação) e até soldados da Polícia Militar foram atacados dentro de campo por torcedores que pularam o alambrado do estádio Couto Pereira. As cenas dantescas devem fazer com que o clube seja duramente punido e o estádio interditado. 

3 comentários em “Flu arranca empate e se salva no Couto Pereira

  1. Gerson, não entendí a revolta dos torcedores contra o trio de arbitrágem, por acaso houve algum lance polêmico?

    De qualquer maneira, acho que pela atitude de sua torcida, o clube deveria ser proibido de disputar competções nacionais por pelo menos cinco anos.

    1. Acho que se alguém podia reclamar era o Fluminense. Teve uma bola, quando estava 0 a 0, que o Jeci (aquele bonde que jogou no Remo) tirou de dentro do gol. No resto, partida normal, sem qualquer interferência da arbitragem.

  2. Antonio, arbitro de futebol apanha mesmo quando vai bem em seu trabalho….já li que no gol de empate do Flamengo houve falta no zagueiro, fala sério….

Deixe uma resposta