6 comentários em “A arte de Atorres

  1. Jimmy, o episodio mostra o grau de profissionalismo do Carlos Eduardo…sorte dele que era amistoso, mas já mostra o que pode vir pela frente…

  2. Marcelo ate mesmo aqui pela Asia esse jogo em Cameta’ tem feito um puta sucesso.
    Mas ai tem um lado mais ou menos bom, neh.
    A turma dos pijamas da curuzu tem aparecido no noticiario Mundial direto e esse tal de Carlos Alberto somente assim apareceria, pq futebol..hum..acho que esse cara nao tem.

  3. É isso mesmo gente, quem fez história quem é conhecido no mundo todo como é o caso do BICOLOR AMAZÔNICO, acaba sempre sendo alvo das notícias; atentem que a atitude do zagueiro bicolor pode ser considerado no máximo como uma pilhéria, nada mais que isso, nesse caso, estão tentando fazer tempestade com um copo d’água, literalmente.
    Alô pseudos moralistas! pseuo ofendidos, lembrem ao auxiliar de arbitragem, que mentir é muito feio, para não dizer outra coisa; as imagens são claríssimas, o Carlos Eduardo jogou um pouco de água na cabeça dêle, e não no rosto como ele afirma de forma vil, está mentindo auxiliar de arbitargem; custa ser verdadeiro? mas moral e hombridade não se vende em farmácia; isso vale também prá quem está tentando tumultuar o ambiente, procurando pelo em ovo.
    Silas Negrão.

  4. É verdade, Silas. Esse pseudo bandeirinha desmarcou gol legítimo do Papão e ainda se fez de ofendido. Ele sim ofendeu a moral, sendo ele um representante do Cametá na Federação Paraense, agiu que nem um pulha ao favorecer o time dele. Barril de água nele!

Deixe uma resposta