Flu vence Cerro no Paraguai

5469f4f3-b11a-3f1d-997a-1cf7f93f0643

O Fluminense deu um passo muito importante rumo à conquista de uma vaga na final da Copa Sul-Americana. Nesta quarta-feira, a equipe carioca teve uma bela atuação e derrotou o Cerro Porteño, no Paraguai, por 1 a 0. O único gol da partida foi marcado pelo atacante Fred, que vive excelente fase, aos 31 minutos do segundo tempo. O Flu manteve o domínio do jogo durante toda a partida, sobretudo nos primeiros 45 minutos. No primeiro tempo, a equipe carioca não teve um pênalti no argentino Conca marcado pela arbitragem. (Da ESPN)

Palmeiras tropeça em casa

4c925177-43fd-3b19-9e7b-5bc38628c828

O Palmeiras sofreu mais um “apagão”, principalmente no primeiro tempo da partida contra o Sport, mas conseguiu se recuperar na etapa final e arrancar um empate por 2 a 2 nesta quarta-feira, no Palestra Itália, pelo Brasileiro. Com o resultado, o time de Muricy chega aos 59 pontos e se iguala ao São Paulo na liderança do Brasileirão – com uma partida a mais, mas com vantagem no saldo de gols. A equipe pernambucana, por sua vez, segue na lanterna da competição, com 31 pontos, já matematicamente rebaixada à Série B de 2010.

 

 

A dança dos técnicos

Com a confirmação da saída do técnico Paulo Autuori, a diretoria do Grêmio decidiu que o auxiliar Marcelo Rospide assumirá o comando da equipe até o final do ano. Ele já tinha dirigido o time entre a demissão de Celso Roth, antigo treinador, e a chegada de Autuori. Segundo o site oficial do clube gaúcho, Rospide participou de sete jogos, com cinco vitórias, um empate e uma derrota. Autuori aceitou a proposta do time Al-Rayyan e voltará ao futebol do Qatar. Para a próxima temporada, um dos nomes cotados para substituir o interino Rospide é Silas, atual treinador do Avaí.

Já o Sport anunciou a contratação de Givanildo Oliveira, para montar o time para a Série B 2010. Givanildo estava no América-MG, time pelo qual conquistou o título brasileiro da Série C 2009. (Com informações do Folhaonline e Sportv)

A presepada jornalística (?) do ano

Do blog do Luís Nassif

A comentarista Lucia Hippolito entrou ao vivo pela CBN/Globo (aquela rádio que “troca” notícia), na noite desta terça-feira, deixando claro que falava direto de sua residência, para informar ao distinto público ouvinte que o problema do blecaute ocorrera porque o presidente Lula autorizara a isenção de impostos da chamada linha branca de eletrodomésticos, fazendo com que muitos aparelhos (novos) em funcionamento sobrecarregassem o sistema.

Como diria o outro, éguaaaa sumano… Não esquecer que a tal especialista é uma das “meninas do Jô”, aquele grupo de madames criado para tricotar críticas ao governo. Vou te contar, burrice realmente não tem limites.

CCJ da Câmara aprova proposta pró-diploma

Da Agência Câmara

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara aprovou nesta quarta-feira a admissibilidade da PEC (proposta de emenda constitucional) do deputado Paulo Pimenta (PT-RS) que restabelece a exigência de diploma para o exercício da profissão de jornalista.
A comissão aprovou o parecer favorável do relator, deputado Maurício Rands (PT-PE), e a proposta seguirá agora para uma comissão especial, que será criada para analisá-la.

Posteriormente, a proposta precisará ser votada em dois turnos pelo plenário da Casa. A PEC foi apresentada depois que o STF (Supremo Tribunal Federal) rejeitou a exigência de diploma para o exercício da profissão. O presidente do STF, ministro Gilmar Mendes, descartou no final de junho a hipótese de o Congresso reverter a decisão da Suprema Corte. A proposta visa incluir na Constituição um dispositivo que estabelece a necessidade do curso superior. A PEC também estabelece que nenhuma lei poderá conter dispositivo que possa constituir embaraço à plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação.

O relator do tema na CCJ, deputado Maurício Rands (PT-PE), afirma que “a história cansou de demonstrar que o jornalismo produzido por pessoa inepta pode causar sérios e irreparáveis danos a terceiros, maculando reputações e destruindo vidas”. Segundo ele, para se conseguir um diploma de jornalismo em curso superior de ensino, exige-se o efetivo e comprovado aprendizado de determinadas matérias aplicadas e fundamentais a essa formação. O deputado afirma ainda que não é pelo fato de a profissão de jornalista não ter Conselho ou Ordem Profissional que não se exige qualificações específicas em lei. “Ante a inexistência de tais órgãos, se torna mais necessária a qualificação de seus profissionais junto às instituições de ensino superior”.

TJE aprova intervenção no Estado

O Tribunal de Justiça do Estado aprovou, na manhã desta quarta-feira (11), a intervenção federal no Pará pelo não cumprimento das reintegrações de posse de fazendas invadidas no Estado. Foram 21 votos a favor e apenas um contra. Agora, a decisão segue para o Supremo Tribunal Federal (STF), depois para o presidente Lula. Os desembargadores acataram os motivos alegados para que as ações prossigam. Caso o Supremo Tribunal Federal (STF) aprove o pedido, a decisão será encaminhada ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, a quem caberá cumprir ordenando ao ministro da Justiça o envio de tropas federais para garantir o cumprimento da lei. 

É o único caso de intervenção que não prevê o afastamento ou substituição do governador. Ao todo, foram 8 pedidos de intervenção, apresentados por produtores rurais que tiveram propriedades ocupadas pelo MST e grupos diversos, foram à Justiça, conseguiram as reintegrações de posses, mas estas ainda não foram cumpridas. Os processos foram iniciados em abril deste ano. O governo do Estado alega que as reintegrações estão sendo executadas.

Na verdade, a inédita decisão disfarça um embate político em andamento. A precipitação dos acontecimentos têm a ver com a aproximação do pleito de 2010. De um lado, forças do empresariado (aliadas a personagens do mundo político) se movem, fazendo valer seu grande poder de pressão. Do outro, movimentos de inspiração semi-anarquista e sem controle investem contra  propriedades, testando a capacidade de tolerância do governo petista. O cenário estava praticamente desenhado e o noticiário diário dos jornais já sinalizava nessa direção.

Leão a fim de enfrentar rival em dezembro

Um Re-Pa no dia 13 de dezembro. Atormentado pelos bloqueios das contas do clube pela Justiça do Trabalho, o presidente Amaro Klautau vê na iniciativa a chance de fechar a temporada com algum dinheiro em caixa. Otimista, crê que o clássico pode atrair um público superior a 20 mil pessoas. “Podemos até ter uma surpresa positiva quanto a isso”, disse à reportagem do Bola, na tarde de terça-feira. Seria uma oportunidade para que os dois rivais apresentassem à torcida seus novos jogadores. Nesta quarta-feira, haverá uma reunião dos dirigentes dos clubes com representantes do Ministério Público, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Seel para discutir a viabilidade da promoção.

Aerosmith procura novo cantor

0829687

Quem se habilita a ser o novo vocalista do Aerosmith? O guitarrista de uma das bandas norte-americanas mais bem-sucedidas da história anunciou que ele e seus colegas de banda estão “procurando um novo cantor com quem trabalhar”, após uma disputa com o vocalista Steven Tyler, 61. Joe Perry, 59, fez o anúncio em sua página no Twitter, numa incomum exposição pública de uma disputa com seu parceiro de composições há 40 anos. É o segundo supergrupo de rock que se desintegra neste ano. O primeiro foi o Oasis, que acabou depois de uma das inúmeras brigas dos irmãos Noel e Liam Gallagher.

A dupla, conhecida como “Gêmeos Tóxicos”, compôs clássicos do hard rock como “Walk this Way” e “Love in a Elevator”. A relação musical de ambos é comparada com a existente entre Mick Jagger e Keith Richards, dos Rolling Stones. Tyler disse recentemente que quer se concentrar em projetos solo, algo que já chegou a afirmar no passado, mas nunca havia concretizado. Ele também parou de se comunicar com a banda há vários meses e contratou seu próprio empresário. Perry disse que o cantor se recusava a compor músicas com ele já há uma década. E na última vez que ligou para sua casa, Tyler teria desligado o telefone na sua cara. (Com informações da Folha de S. Paulo)

Aluna terá seguranças para escapar de talibãs

Do Folhaonline

O vice-reitor da Uniban, Ellis Brown, garantiu na tarde desta terça-feira que a estudante Geisy Arruda (foto), 20, hostilizada por usar um vestido curto no dia 22, terá seguranças caso seja apresentado algum risco quando ela voltar a estudar no campus da universidade em São Bernardo do Campo (Grande São Paulo). Mas, por medida da universidade, Geisy não deve voltar a circular pelo prédio onde foi xingada pelos colegas e teve que sair coberta e escoltada pela polícia. Segundo Brown, a classe da aluna, do primeiro ano de turismo, foi transferida do prédio com rampas para um outro, em frente. Alunos da universidade afirmaram que ela teria “desfilado” pelas rampas antes do tumulto. Diretores admitiram que a repercussão negativa do episódio forçou a readmissão da estudante.

09312155

Corinthians descarta leilão por Roberto Carlos

a1c5bf9d-7e33-3c41-b9f8-9088c7b7f87c

Mesmo depois de confirmar um acerto verbal com o jogador, fato admitido pelo técnico Mano Menezes, o Corinthians não fará leilão com o Santos para ter o lateral-esquerdo Roberto Carlos em 2010, segundo informações da “Folha de S. Paulo” desta quarta-feira. Segundo o jornal, o clube mosqueteiro acredita que o presidente do rival praiano, Marcelo Teixeira, fará uma alta proposta salarial ao jogador, atualmente no Fenerbahce, da Turquia. 

Não seria a primeira vez que o Santos agiria assim, criticam os corintianos. Teria feito exatamente isso com o meia Zé Roberto, quando travou briga direta com o São Paulo para ficar com o meia e o convenceu a ir para a Vila Belmiro ao oferecer um salário muito acima de seu teto. “Temos um acerto verbal com o jogador, mas isso ainda precisa evoluir para ele ser considerado do Corinthians. Precisamos resolver as situações mais gerais do contrato para ter certeza”, disse Mano Menezes na terça-feira. O Santos não se manifestou oficialmente sobre a contratação do ex-lateral da Seleção Brasileira. (Com informações da Gazeta Esportiva, Folhaonline e ESPN)

Pensata: Palmeiras cria cortina de fumaça

Por Mauro Cezar Pereira

Passadas 48 horas da peleja Fluminense 1 x 0 Palmeiras, o tema ainda domina o noticiário. O erro de Carlos Eugênio Simon ao anular um gol de Obina no quente domingo no Maracanã parece ter sido a única falha de arbitragem de todo o Campeonato Brasileiro, tamanho o barulho feito pelos palmeirenses, especialmente o presidente do clube. Um exagero.

Poderíamos aqui elaborar uma lista de jogos nos quais o Palmeiras foi prejudicado e beneficiado pelo apito, mas não vamos nos dar a tal trabalho. Só alguém sem memória alguma não seria capaz de lembrar de partidas nas quais isso aconteceu, até porque a chiadeira foi semelhante, no sentido inverso, após a derrota do Cruzeiro para os próprios alviverdes.

Fato é que no segundo turno o Palmeiras fez apenas 21 pontos em 15 cotejos, enquanto os cruzeirenses acumularam 32, o Flamengo 30, o São Paulo 26 e o Atlético Mineiro 24. Também é indiscutível que no último mês, em seis rodadas, dos 18 pontos em jogo os palmeirenses abocanharam apenas quatro, marca, no período, superior apenas à do Goiás, com dois.

Também é evidente que o repertório ofensivo de jogadas do time de Muricy Ramalho é pobre. E até uma criança de 3 anos sabe que, ao contratar o técnico tricampeão nacional, o clube tinha como meta a reconquista do título brasileiro. Claro que ao perder a liderança, que foi sua por 17 rodadas, o Palmeiras se vê em perigo. Ainda mais por ver o São Paulo em primeiro.

A gritaria interminável pós-erro de Simon funciona como cortina de fumaça, disfarça, minimiza, joga para baixo do tapete as más atuações da equipe. Um time que esteve cinco pontos à frente do segundo colocado e agora se vê atrás dos são-paulinos e um pontinho à frente dos rubro-negros. Pior, ambos os rivais têm atuado melhor do que o elenco do Palestra Itália.

Como estratégia para desviar o assunto, o “foco”, como dizem hoje em dia, pode ser interessante. Resta saber se a barulheira palmeirense será o bastante para que, no Centro de Treinamento, o time de Muricy corrija seus defeitos. Afinal, o técnico adora dizer que “aqui é trabalho”. Não duvido. Mas o trabalho tem que ser bem feito, caso contrário, pode virar fracasso.