Tricolores reclamam da arbitragem

CENI

Da ESPN

Para os jogadores e o técnico do São Paulo, Wilton Pereira Sampaio foi o responsável pela derrota por 2 a 1 para o Flamengo, que deixa o time mais longe do título do Campeonato Brasileiro. O Tricolor se revoltou com o árbitro por conta do gol de empate do rival rubro-negro. O polêmico lance ocorreu aos 19 minutos do segundo tempo. Jorge Wagner tentou afastar o perigo na área, mas acertou Toró. O juiz de Brasília marcou pênalti e mandou a cobrança voltar depois que Rogério Ceni defendeu chute de Petkovic. Na segunda chance, o sérvio não perdoou.

“O ‘cagaço’ é grande”, esbravejou o goleiro tricolor ao ser questionado se o árbitro sentiu a pressão da torcida da casa. Outro que não conseguiu deixar de soltar um palavrão ao comentar o lance foi Richarlyson. “É ‘foda’ levantar a cabeça depois de o árbitro dar um pênalti que não foi e ainda mandar voltar”, revoltou-se o volante. Ricardo Gomes não usou o mesmo palavriado dos comandados, mas mesmo assim conseguiu bater forte em Wilson Pereira Sampaio. “O árbitro decidiu o jogo”, resumiu o técnico. “No meu ver nem foi pênalti. Depois o Rogério ficou com um pé na linha e deu só um passo”.

Esse jogo só teve um dado positivo: fazer com que o S. Paulo sinta na própria carne o que é ser roubado em campo, coisa que raramente acontece com o time do Morumbi.

10 comentários em “Tricolores reclamam da arbitragem

  1. Eu acredito que o .S.P.F.C. ainda PERMANECERÁ no 2º lugar após esta RODADA.

    Creio que na 2ª FEIRA, o ATLÉTICO/MG sequer PONTUARÁ no CONFRONTO contra o sedento CRUZEIRO/MG.

  2. O que se podia esperar? O futebol é o único esporte que não tem qualquer preocupação com a lisura dos resultados. Pelo contrário. Os velhos que o dirigem acham “bonito” ver a discussão que ocorre após as partidas. Tal fato, convenhamos, é muito suspeito, e dá uma idéia do caráter desses homens e das terríveis “mumunhas” que se escondem nos bastidores. Alguém já disse que se o torcedor soubesse o que acontece pelos bastidores, nunca mais assistiria um jogo de futebol.

    Vejam os erros de arbitragem: em 90% das vezes ocorrem a favor do time grande, sendo que, nas decisões, esses erros vão a 100%.

    É cada vez mais difícil assistir a uma partida de futebol, tamanhos são os erros de arbitragem. Os juízes, via de regra, são tendenciosos. Erram sempre a favor dos mesmos times. O São Paulo reclama de barriga cheia. Está cheio de títulos ganhos em cima de erros de arbitragem. Seu “colega” Corinthians é outro que certamente ostentaria poucos títulos não fosse a condescendência da arbitragem ao longo dos campeonatos. Santos e Palmeiras, em seus alçapões são igualmente favorecidos.

    O azar do São Paulo foi ter cruzado com o Flamengo, outro campeão de favorecimentos. Na dúvida, o juiz optou pelo time da casa.

    Já contra o Botafogo (não e meu time), os árbitros erram sempre contra, incrível coincidência.

    Não vê quem não quer as armações do futebol. São escancaradas. O sistema está inteiramente viciado e só vencem as equipes que interessam aos patrocinadores e dão mais audiência.

    Nas eliminatórias é o mesmo. A Argentina foi vergonhosamente favorecida porque não pode ficar de fora da Copa e se fosse o Brasil seria o mesmo. Aliás, no mundial sub-20 fomos favorecidos com a não marcação de dois pênaltis… Observei que o juiz nunca erra contra a Canarinho, nem em jogos amistosos.

  3. Esse tal de Cleiton diz que o Flamengo é o campeão do favorecimento, ele esquece que ano passado o Flamengo só não se classificou para a libertadores pela falta de um ponto que teria ganho no último jogo contra Cruzeiro não fosse o “desfavorecimento” do Sr. Carlos Simon em não marcar um penalty legítimo sofrido por Diego Tardelli no último minuto de jogo.

  4. Tá na regra, o goleiro não pode adiantar-se antes do jogador bater na bola, seja 30 cm ou 2m, pena que em nosso país estamos acostumados a não respeitar a lei seja ela qual for,por isso nunca deixaremos de ser país subdesenvolvido,pois seu povo está acostumado a ser roubado e não reclamar. Sem falar que o flamengo jogou bem melhor e merecia a vitória.

  5. Gerson, isso prova que Jogador brasileiro não entende das regras de arbitragem. Na minha opinião, o Juiz foi muito bem. Eu torço pelo Flamengo e pelo São Paulo.

  6. O jogo foi digno do que São Paulo e Famengo tem contribuído para o bom espetáculo do futebol brasileiro há muito tempo. Em qualquer situação, sempre dão dignidade ao clássico com excelentes espetáculos. Há muito tempo não vejo 0x0 no jogo desses dois. São Paulo e Flamengo formam o clássico mais técnico do futebol brasileiro. Em relação ao penal, foi preciosismo do bandeirinha. Alías, essa regra do goleiro ficar quase imóvel na penalidade, também tem que mudar. Já não basta a relação desigual entre os dois?

Deixe uma resposta