Júri condena carrasco da motosserra

O ex-deputado Hildebrando Pascoal (ex-PFL, hoje DEM) foi condenado, nesta quarta-feira, a 18 anos de prisão em regime fechado pelo assassinato do mecânico Agilson Firmino dos Santos, o Baiano, morto com golpes de motosserra em 1996, no Acre. Hildebrando chefiava um grupo de extermínio no Estado.

Foi pouco. O patife merecia perpétua.

3 comentários em “Júri condena carrasco da motosserra

  1. Essa demora toda foi para encontrar brechas na legislação para culpar a motosserra. A propósito que fim levou a dita cuja?

Deixe uma resposta