Dodô, o sonho alviceleste

Dodô é a primeira opção de contratação bombástica que o Paissandu tenta fazer para a Série C. Dois problemas separam o sonho da realidade. O primeiro: o ex-atacante do Fluminense e do Botafogo, só poderá voltar a jogar em 7 de novembro de 2009. O segundo: a faixa salarial do artilheiro, que ainda tem alta cotação no mercado da bola.  

No final de janeiro, Dodô teve negado seu pedido de redução da pena de dois anos que sofreu por doping. Na ocasião, o Tribunal Federal da Suíça informou que a decisão da Corte Arbitral do Esporte (CAS) em suspender o jogador foi correta. Os advogados de Dodô não conseguiram persuadir a Suprema Corte suíça de que a Fifa não tinha direito de apresentar recurso contra o atacante ao CAS, após a denúncia feita em tribunais brasileiros sobre o jogador.
Dodô, de 34 anos, foi flagrado em exame antidoping após a goleada do Botafogo sobre o Vasco por 4 a 0 pelo Campeonato Brasileiro de 2007, quando ainda defendia o Alvinegro carioca. A presença do estimulante fenproporex, substância proibida no esporte, foi detectada no atleta.
Ele foi suspenso por 30 dias, mas, após dois novos testes, foi autorizado novamente a jogar no Brasil. Porém, a Fifa interveio no caso, e o levou ao CAS, que impôs a punição de dois anos ao atacante.

Dodô defendeu o Fluminense em suas últimas atuações nos gramados, em 2008. O atacante havia rescindido contrato com o clube carioca e, poucos dias depois, recebeu o resultado do processo sobre o doping, resultando na suspensão por dois anos. A pena é válida até o dia 7 de novembro.

Quanto à questão salarial, a diretoria do Paissandu se movimenta para bancar a contratação. Teria conseguido reforço de caixa junto a colaboradores mais abonados. Ainda assim é um desembolso muito acima da realidade do futebol paraense e da própria Terceira Divisão. No Fluminense, Dodô situava-se na mesma faixa de estrelas como Conca e Tiago Neves, recebendo salário superior a R$ 200 mil. Não deve aceitar vir para cá por menos de R$ 250 mil.  

Dodô ainda é um dos melhores atacantes brasileiros. Sabe driblar e tem excelente aproveitamento nas finalizações. Seria perfeito para o time do Paissandu e provavelmente a maior contratação já feita por um clube nortista. Mas é preciso entender que trazer um jogador tão caro gera insatisfações internas e o que poderia ser uma grande sacada pode se transformar num tremendo tiro no pé. 

Por outro lado, caso Dodô consiga liberação para jogar imediatamente, o Paissandu enfrentará a concorrência de muitos outros clubes – principalmente da Série A – pelo futebol do goleador.

Águia sem mistérios

João Galvão deve escalar a seguinte equipe do Águia para o confronto de domingo contra o Rio Branco, no estádio Rosenão, em Parauapebas:

Adriano; Magrão, Darlan e Edicléber; Sinésio, Analdo, Marabá, Soares e Marcondes; Marcelo Maciel e Felipe Mamão.

Sem dúvida, um bom time. Candidatíssimo à classificação.

F-1 discute as novas normas

Do Folhaonline:

A Fota (Associação de Equipes da F-1) e a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) não chegaram a um acordo sobre a implantação do teto orçamentário na categoria nesta sexta-feira, mesmo após uma reunião que durou três horas, em Montecarlo, onde será realizado neste fim de semana o GP de Mônaco.

O presidente da Fota, o italiano Luca di Montezemolo, que comanda a Ferarri, e o britânico Max Mosley, principal dirigente da FIA, saíram do encontro com o mesmo discurso: as negociações continuarão no sábado.

“Nós tivemos um longo e produtivo encontro. A Fota se reunirá novamente amanhã para discutir o assunto e então conversaremos com Mosley mais uma vez”, afirmou Montezemolo.

Só resta concluir que a coisa Fota na F-1.

Lula 2014: “Só Deus sabe”

Da BBC Brasil:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira em Ancara, na Turquia, que “só Deus sabe” se irá concorrer a um novo mandato presidencial nas eleições de 2014. “Eu não sei o que vai acontecer em 2010, como é que eu vou pensar em 2014?”, perguntou. “A única coisa que eu quero para 2014 é a Copa do Mundo no Brasil. E isso já está garantido”.

Em 2014, no clima da Copa, o metalúrgico volta com toda força.

STJD tira Juan de campo

Os bons ventos não estão mesmo a favor de Juan. Nesta sexta-feira, o jogador do Flamengo foi suspenso por 30 dias pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) e, com isso, já está fora da partida de domingo, contra o Santo André, no Bruno José Daniel, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Nem mesmo um efeito suspensivo poderá ser concedido, pois o Tribunal só poderá recebê-lo na segunda-feira.

Juan foi julgado por ter ofendido verbalmente o meia Maicosuel, ex-Botafogo, na primeira partida das finais do Campeonato Estadual. O lateral foi suspenso por 30 dias na denúncia de ameaça, por maioria de votos. Quanto à outra infração a que respondeu – atitude contrária à moral e à disciplina -, o jogador conseguiu a absolvição.

Bandeira vascaína derruba major na Bahia

De Heliana Frazão/UOL Notícias:

O que deveria ser apenas uma provocação à torcida do Vitória, em razão da derrota imposta pelo Vasco da Gama, na partida de quarta-feira (20), diante do seu público, na capital baiana, acabou de outro jeito: o major Francisco César Cunha Bonfim do comando da 17ª Companhia Independente, localizada no Bairro do Uruguai, em Salvador, foi exonerado do cargo.

Cunha Bonfim foi responsabilizado pelo fato de a bandeira do time carioca ter amanhecido, na quinta-feira (21), tremulando no mastro em frente à sede do Batalhão, hasteada não se sabe por quem – provavelmente, um torcedor do grande rival do Vitória, o Bahia. O major tem evitado falar sobre o ocorrido, inclusive por recomendações superiores, mas teria admitido que militares subordinados a ele cometeram hastearam a bandeira em um momento de “brincadeira, sem maldade”. Ele não deu expediente nesta sexta-feira.

No local, costumam estar hasteadas as bandeiras do Brasil, da Bahia e da própria Polícia Militar. Na quinta-feira, apenas a do Vasco, que eliminou o Vitória em partida no Estádio Barradão da Copa do Brasil na quarta-feira, balançava ao sabor do vento.

Celeste convoca o goleiro do Bota

O goleiro Castillo, do Botafogo, voltou a ser convocado para defender o Uruguai, depois de desfalcar a seleção nas partidas contra Paraguai e Chile, por conta de uma grave lesão. Ele foi chamado pelo técnico Oscar Tabárez nesta sexta-feira para os jogos contra Brasil e Venezuela, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010.

Além do goleiro, o treinador chamou outros 18 jogadores que atuam fora do futebol uruguaio. A lista será ampliada nos próximos dias com a convocação de atletas que atuam no país. Os atacantes Vicente Sánchez, do Schalke, e Juan Albín, do Getafe espanhol.

Papão escalado para a estreia

Time mais provável do Paissandu para encarar o Sampaio, domingo à noite, no Mangueirão: Rafael Córdova; Alex Sandro, Roni, Luciano e Aldivan; Mael, Dadá, Rossini e Zeziel; Vélber (Balão) e Reinaldo.  

É claro que, como todo técnico tem lá suas manias e mistérios, de repente o Gaúcho resolve mexer no meio-campo ou põe o Zé Carlos no ataque. Mas a tendência é que ele prestigie a formação usada em grande parte do campeonato, com a entrada de Reinaldo com a 9.

Aliás, até hoje não entendi a barração do artilheiro Zé Carlos, que vinha muito bem na equipe até o começo do returno e depois caiu em desgraça. Na comparação direta, Zé é mais decisivo que Reinaldo.

Confirmada ausência de Jadel

A organização do Grande Prêmio Brasil de Atletismo confirmou nesta sexta-feira que o triplista paranaense Jadel Gregório não disputará mesmo o GP, que será realizado na manhã de domingo (24), no estádio olímpico Edgar Proença, o Mangueirão. O atleta vem se recuperando de uma contratura na parte posterior da coxa direita, sofrida há quase três semanas.

Pantera aplica mordida segura no Botafogo

O corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Carlos Alberto Reis de Paula, acolheu reclamação correicional movida pelo jogador de futebol Osmar Donizete Cândido e determinou que a execução de uma dívida trabalhista de R$ 7 milhões do Botafogo Futebol e Regatas seja processada de forma descentralizada na 70ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro. A reclamação foi ajuizada por Donizete contra decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região que havia mantido a centralização das execuções de todas as dívidas trabalhistas do Botafogo no Juízo Auxiliar de Execução.

Na reclamação, o atleta afirmou que o TRT/RJ, em 2003, determinara, por meio de ato administrativo, a reunião de todos os processos de execução contra clubes de futebol num mesmo juízo centralizador e arrecadador. Os clubes teriam constrição mensal de 15% de suas receitas para o pagamento de uma fila de credores, estabelecendo assim “uma espécie de recuperação judicial, mas sem os deveres impostos pela Lei n.º 11.101/2005 (Lei de Falências) ao devedor”. A centralização beneficiava, além do Botafogo, o Fluminense, o Vasco da Gama e o Flamengo.

Papão invicto há 26 anos contra Sampaio

Segundo levantamento do jornalista Ferreira da Costa, em catorze jogos válidos pelo Campeonato Brasileiro, seja da 1ª., 2ª. ou 3ª. Divisão, o Paissandu nunca perdeu uma partida para o Sampaio Corrêa (MA) ao longo de 35 anos. Foram 11 vitórias e três empates. O Paissandu vai defender a invencibilidade frente ao Bolívar Maranhense, na noite de domingo, no estádio olímpico Jornalista Edgar Proença.

Balanço geral: 47 Jogos, 26 vitórias do Paissandu, 13 empates, 8 vitórias do Sampaio Corrêa. Marcados 138 gols. Paissandu, 86 gols, Sampaio Corrêa, 52. Saldo de gols do Paissandu: 34. Invencibilidade bicolor frente ao Sampaio Corrêa: 26 anos.